Clima seca em parte do Centro Sul do país e período sem chuva pode superar 30 dias em algumas regiões

Publicado em 10/11/2016 13:19 e atualizado em 11/11/2016 18:22
6375 exibições
Norte do PR , Centro Oeste de SP e MS estão entre as regiões mais prejudicadas pela falta de chuva. Situação deve persistir até o final de novembro
Confira a entrevista de Alexandre Nascimento - Meteorologista Climatempo

Neste mês de novembro, a climatologia acende um alerta para a região Centro-Sul do país. O mês de novembro começou com um grande volume de chuvas para o estado do Rio Grande do Sul, mas agora, essas chuvas secaram. Por outro lado, regiões como o norte do Paraná, o Mato Grosso do Sul e o oeste de São Paulo receberam pouco ou quase nenhum volume de chuvas até então.

De acordo com o meteorologista Alexandre Nascimento, da Climatempo, os próximos 15 dias do mês de novembro ainda devem manter a situação, com "expectativa de pouquíssima água para essa região", destaca. Neste momento, a soja recém-semeada pode ter problemas para germinar, caso não haja uma quantidade adequada de água no solo para que ela possa se desenvolver.

Para o Centro-Norte do país, no entanto, o jogo inverte. Diferentemente dos anos anteriores, a região deve ter chuvas um pouco mais distribuídas, principalmente no Mato Grosso, Goiás, partes de Minas Gerais e o Matopiba. Nas próximas semanas, essas áreas devem receber níveis significativos  de chuvas.

O sistema é impulsionado pelo calor e umidade que vêm da Amazônia. Desta forma, o corredor de umidade causa chuvas mais regulares, que até a semana do dia 16 ao dia 20 de novembro podem ter valores de 50mm até 100mm, uma média maior do que o normal para a região.

De 21 a 25 de novembro, no entanto, a chuva deve diminuir, "mas não cessar", segundo o meteorologista. Ele aponta também que isso não é um problema, pois os bons volumes acumulados de chuva trarão boas condições de solo para o plantio. Os produtores do Matopiba, que se encontravam preocupados com o atraso no plantio, devem agora ter um quadro favorável para dar andamento aos trabalhos.

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário