Chuvas beneficiam lavouras no Centro Oeste e Matopiba nos próximos 15 dias

Publicado em 29/11/2016 12:51 3861 exibições
Confira a entrevista de Alexandre Nascimento - Meteorologista Climatempo
No Sul do país, chuvas seguem irregulares, mas tendem a se normalizar na segunda quinzena de dezembro

Podcast

Chuvas beneficiam lavouras no Centro Oeste e Matopiba nos próximos 15 dias

Download

 

Para o início de dezembro, os mapas climáticos trazem mais tranquilidade para a produção agrícola no país. Ao contrário do que ocorreu durante quase todo o mês de novembro, regiões como o oeste de São Paulo, o norte do Paraná e o sul do Mato Grosso do Sul deverão voltar a receber chuvas, após passarem por um longo período de estresse hídrico.

As chuvas para essa região vêm em um momento crucial para o desenvolvimento da soja semeada, que precisava de um maior volume de águas.

Nos próximos dias, as chuvas diminuem para a região do Matopiba, mas estão dentro dos padrões de normalidade. Os principais problemas de estresse hídrico ocorrem no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, como já era previsto em ano de La Niña, com volumes de 10 a 50mm na região - volumes abaixo do normal para o período (o normal seria entre 100 a 120mm), mas a segunda quinzena deverá receber mais volumes de água nesses dois estados.

As previsões são do meteorologista da Climatempo, Alexandre Nascimento, que, em entrevista ao Notícias Agrícolas, demonstrou mapas climáticos de 1 a 28 de novembro e de 30 de novembro a 14 de dezembro.

De uma forma geral, o meteorologista aponta que as chuvas "estão se estabelecendo em todas as áreas, relacionadas a grandes sistemas meteorológicos", como o sistema Alta da Bolívia, que auxilia na ocorrência de chuvas.

Em novembro, as pancadas de chuva também retornaram inclusive para o interior da Bahia, centro-sul do Maranhão, Piauí e Tocantins. "A chuva voltou para áreas onde o pessoal sofreu bastante com estiagem prolongada", diz.

Já em dezembro, as chuvas devem se aproximar da normalidade. O ar quente e úmido da Amazônia desce para o restante do Brasil formando um corredor verde, o que ocasiona a ocorrência das pancadas de chuva.

Na mesma época do ano passado, esta situação era diferente. O mês de outubro foi extremamente quente, mas a situação se inverteu devido a ausência do El Niño e a presença de uma La Niña de fraca intensidade.

Uma frente fria chega hoje para o Centro-Sul, o que deve trazer novamente a temperatura para uma faixa de 20ºC, com uma massa um pouco mais fria nessa região.

Por:
Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário