Chuvas seguem irregulares no Sul do país e com columes elevados em boa parte do MT

Publicado em 27/01/2017 11:02 e atualizado em 27/01/2017 12:36
789 exibições
Colheita em MT segue prejudicada pelo excesso de chuva e produtores ainda terão dificuldades para desenvolver os trabalhos no campo nos próximos dias
Confira a entrevista de Graziela Gonçalves - Somar Meteorologia

Podcast

Confira a entrevista de Graziela Gonçalves - Somar Meteorologia

Download

Por conta das incertezas do clima, a safra de soja, que se encontra em desenvolvimento em algumas regiões do país enquanto, em outras, já se encontra na fase de colheita, enfrenta diferentes situações ao longo do território.

Na região Sul do país, por exemplo, onde a soja está, em grande parte, se desenvolvendo, as chuvas diminuiram, ganhando força nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. De acordo com Graziela Gonçalves, meteorologista da Somar Meteorologia, a expectativa para os próximos dias e também para o mês de fevereiro é que a região receba chuvas mal distribuídas, espaçadas, com alguma estiagem regionalizada.

Com isso, a preocupação para a região fica mais pontual. Como os períodos de tempo seco não serão longos e as chuvas não vão deixar de ocorrer, se houver alguma perda, esta deve ser bastante localizada.

A safra de café também pode ser beneficiada com chuvas mais volumosas no norte de Minas e no Espírito Santo a partir da próxima semana. No sul de Minas e no Sudeste, haverá maiores períodos de abertura do Sol. As chuvas devem diminuir, mas por conta da nebulosidade presente, as temperaturas altas não devem retornar para a região.

Já para o estado do Mato Grosso, as perspectivas para a colheita da soja não são muito favoráveis. O estado está mais propício a receber chuvas, principalmente nas áreas mais ao norte, com risco de paralisação de colheitas e aparecimento de fungos. A chuva deverá persistir no mês de fevereiro e os produtores terão de tomar um pouco mais de cuidado, aproveitando as janelas de colheita, que serão curtas.

Para o Matopiba, a expectativa é que as chuvas sigam no Tocantins, no Maranhão e no Piauí para as próximas semanas, mas no oeste da Bahia, a situação segue desfavorável nesta semana, apesar de uma expectativa para entrada de umidade existir para a próxima semana.

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário