Paraná e sul do Mato Grosso do Sul seguem com previsão de pouca chuva e distribuição bastante irregular nos próximos 15 dias

Publicado em 07/01/2019 14:08 e atualizado em 07/01/2019 14:54
1866 exibições
Região Central do país também deve registrar uma redução nos volumes de chuvas nas próximas duas semanas
Naiane Araújo - Meteorologista do INMET

Podcast

Previsão do Tempo - Naiane Araújo - Meteorologista do INMET

Download

 

LOGO nalogo

Naiane Araújo, meterologista do Inmet, destacou ao Notícias Agrícolas nesta segunda-feira (07) que, em termos de previsões climáticas, as notícias não são boas para a maior parte da área Central do Brasil.

Há um predomínio de um sistema de baixa pressão no Sul do país, onde estão concentradas as áreas de instabilidade. Hoje, as chuvas estão intensas em vários pontos do Rio Grande do Sul, tendendo a migrar para o litoral, em direção ao mar.

Se esse sistema estivesse caminhando de forma normal, reforçaria o padrão mais instável mais à frente. Na semana passada, um sistema frontal avançou pelo mar e provocou chuvas em São Paulo, sul de Minas Gerais e Rio de Janeiro. Contudo, nesta semana, há um bloqueio impedindo o avanço dessas frentes frias mais ao norte.

Na última semana, as chuvas mais significativas, em termos de volume, ficaram concentradas no Amazonas, parte do Mato Grosso, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Nas demais áreas do país, a chuva segue muito irregular e sem volumes expressivos.

No Nordeste, a atuação de um Vórtice Ciclônico pode elevar as chuvas nesta época - contudo, estas ainda ocorrem de forma irregular no interior da região. De acordo com as previsões, elas devem ser mais intensas no Tocantins, interior do Maranhão e Piauí nas próximas 72 horas.

De acordo com o modelo mais estendido, observa-se que de hoje até 23 de janeiro, o cenário com chuvas pontuais e mal distribuídas na região Central deve se manter.

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Rudinei Luis Erpen Lagoão - RS

    O Rio Grande do Sul teve hoje, novamente, um dia de chuvas..., as lavouras estão com bom desenvolvimento, andando cada vez para o lado de uma boa safra..., mas ainda é visível as áreas onde o stand de plantas ficou baixo devidos ao excesso de chuva e fungos no plantio, o que, com certeza, já tirou uma parte do potencial dessas lavouras.
    As lavouras se encontram em sua maioria na floração o que ainda irá precisar de muita chuva para finalizar o ciclo. Precisamos ainda de pelo menos uns 60 a 70 dias com umidade boa no solo para desenvolver as lavouras de ciclo mais longo...

    0