Chuvas se regularizam no Rio Grande do Sul ao longo desta semana, mas novos veranicos não estão descartados

Publicado em 13/01/2020 13:31 3501 exibições
Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet
Vórtice volta a atuar sobre oeste da Bahia e norte de Minas interrompendo as chuvas nestas regiões até o próximo dia 20 de janeiro

Podcast

Entrevista com Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet sobre o Previsão do Tempo

Download

LOGO nalogo

A atuação de um vórtice ciclônico na região do Nordeste leva condições de estiagem para áreas do Matopiba nos próximos dias. Segundo Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), já estava previsto o período sem chuvas e as condições devem mudar na região a partir do próximo dia 17.

Imagens de satélite do Inmet indicam que a atuação do vórtice está acontecendo em todo o Nordeste, com destaque para o oeste da Bahia, importante região de produção agrícola e que já está com o volume de chuva mais baixo quando comparada com os demais estados do Matopiba.  

A previsão indica que as chuvas voltam acontecer dia 17, mas ainda em volumes baixos. "O sistema vai subir mais pra norte, dando mais condições de chuvas ao poucos no norte de Minas e da Bahia", afirma o meteorologia.

De acordo com os mapas de previsão do NOAA, no período entre 13 e 21 de janeiro, volta a chover no oeste da Bahia, com precipitações previstas entre 13 e 20 milímetros. Neste período, os volumes já ficam mais elevados nas demais áreas do Matopiba. 

Entre 21 e 29 de janeiro os mapas indicam chuvas mais volumosas para oeste da Bahia, com precipitações entre 90 e 100 milímetros, sendo esperados os volumes mais expressivos para o Tocantins e Maranhão, com precipitação de até 125 mm em alguns pontos. 

Veja o mapa: 

NOAA
Fonte: NOAA

Chuvas voltam ainda essa semana para o sul do país 

Já no sul do país, uma frente fria vindo da Argentina deve chegar na região entre o dia 16 e 17, levando condições de chuvas expressivas para o Rio Grande do Sul.  O modelo Cosmo indica que são esperados acumulados entre 30 e 50 milímetros de precipitação, podendo ser registrados pontos com 70 mm na região central do estado. 

"Dia 16 já tem chuvas mais intensas pegando a parte central do Rio Grande do Sul e depois vai subindo mais ao norte. São chuvas significativas passando os 70 milímetros", afirma Francisco. 

Veja o mapa de precipitação prevista para as próximas 93 horas no sul do país: 

Sul 93 horas - Inmet
Fonte: Inmet 

 

 

Por:
Aleksander Horta e Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário