Mapa mostra Brasil dividido com atuação de 2 massas diferentes promovendo calor no Sul e frio no Sudeste e parte do Centro-Oeste

Publicado em 03/08/2020 12:07 e atualizado em 03/08/2020 15:40 1653 exibições
Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet
Inmet prevê volta das chuvas para o final da primeira quinzena de agosto no Sul do país; enquanto isso segue tempo quente e seco para a região

Podcast

Entrevista com Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet sobre a Previsão do Tempo

Download

LOGO nalogo

A semana começa com tempo seco e temperaturas em elevação em todas as áreas do país. As previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indicam que a permanência do ar quente e seco também no sul do Brasil. Já para o Sudeste, o Inmet destaca que uma massa de ar frio deve continuar em atuação na região. 

Os mapas de previsão de temperatura do Inmet sinalizam uma massa de ar seco e quente no sul do Brasil. "A gente tem um aumento de temperatura na região sul do Brasil, as temperaturas devem ficar acima dos 30 graus no decorrer da semana", afirma Francisco de Assis Diniz, meteorologista do Inmet. 

 

Já a massa de ar frio deve ficar estacionária entre em parte do Sudeste e áreas do Centro-Oeste. Ainda segundo Francisco, conforme o ar frio perder força nos próximos dias, a massa de ar quente de avançar, com tendência de elevação nas temperaturas também nas demais áreas do país. 

 

A trégua na chuva chega também para o sul do Brasil, depois de volumes expressivos serem registrados durante o mês de julho. Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), os volumes estão acima da climatlogia no Rio Grande do Sul e só nos últimos 30 dias, chuvas acima de 200 milímetros foram registradas.  

 

Em Santa Catarina, os volumes ficaram entre 120 e 150 mm, sendo os maiores volumes registrados no sul do estado. Já no Paraná, os volumes são mais baixos, entre 50 e 70 mm, também com as maiores chuvas registradas para o sul do estado. 

 

As previsões do Inmet, assim como os modelos da Administração Oceânica e Atmosférica (NOAA)indicam a volta das chuvas apenas para o sul do Brasil, a partir do próximo dia 11. Segundo o modelo, uma nova frente deve atingir o Rio Grande do Sul, com volumes acima de 100 mm para o estado. As chuvas devem ainda atingir o extremo sul de Santa Catarina, porém com volumes mais baixos.
Veja o mapa de previsão estendida: 
NOAA - 0308

 

Por:
Aleksander Horta
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário