HOME VÍDEOS NOTÍCIAS DADOS DA SAFRA METEOROLOGIA FOTOS

Vórtice ciclônico segue impedindo avanço das chuvas para MG e BA e só perde força no início de fevereiro

Publicado em 22/01/2021 12:55 e atualizado em 22/01/2021 15:44 3362 exibições
Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet
Chuvarada prevista para o PR pode atrapalhar colheita de grãos. Sul do RS volta a registrar chuvas

Podcast

Entrevista com Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet sobre a Previsão do Tempo

Download

LOGO nalogo

De acordo com as previsões do Insituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o vórtice ciclônico ainda impede o avanço das chuvas para Minas Gerais e Bahia. A tendência indica ainda que as chuvas só devem retornar aos dois estados no início do mês que vem. 

Francisco de Assis Diniz - Chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet explica que a atuação do vórtice entre Minas Gerais e Bahia impede o avanço das chuvas, mas favorece chuvas pontuais nas "bordas" do sistema. "Enquanto isso permanece sem chuvas entre a Bahia e Minas Gerais, e também um pouco do leste de Goiás", afirma. 

Já para o Rio Grande do Sul, o cenário é mais positivo. Segundo Francisco, além do norte do RS - que registrou chuvas nos últimos dias -, deve voltar a chover também no centro-sul gaúcho.  O modelo Cosmo do Inmet mostra ainda que a umidade descendo pela região Centro-Oeste deve avançar até o Sul do Brasil a partir de terça-feira, dia 26. 

Falando em volumes, o modelo Cosmo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), prevê os maiores acumulados para o Centro-Oeste nas próximas 24 horas. A previsão é de chuvas entre 20 e 40 mm em quase todo o estado. No Mato Grosso do Sul, os volumes devem ficar entre 20 e 30 mm. Apenas em Goiás não há expectativa de chuva, já que o vórtice ciclônico segue em atuação na área. 

Últimos cinco dias 

Segundo dados coletados nas estações meteorológicas do Inmet, nos últimos cinco dias os maiores volumes de chuvas foram registrados na região Sul do Brasil.  

De acordo com os mapas, o estado do Paraná recebeu os maiores acumulados, entre 80 e 100 mm. Em Santa Catarina, os maiores volumes foram registrados no leste do estado, com 100 mm e o Rio Grande do Sul teve os maiores volumes no centro-norte do estado, com precipitação entre 40 e 50 mm. 

Também choveu no Mato Grosso do Sul, com acumulado entre 30 e 50 mm, sendo os maiores volumes registrados no oeste e leste do estado. As mesmas condições foram registradas no norte do Mato Grosso. 

No Matopiba as chuvas ficaram entre 20 mm e 30 mm, enquanto no Sudeste os maiores volumes foram registrados no sul de São Paulo, com acumulados entre 25 e 40 mm. 

Veja o mapa de precipitação acumulada nos últimos cinco dias: 

Últimos 5 dias - Inmet - 2201
Mapa dos últimos cinco dias de chuvas em todo o Brasil
Fonte: Inmet 

 

Por:
Aleksander Horta e Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • wenderson lambert pouso alegre - MG

    ...outros canais dao uma condição bem diferente desta apresentada pelo Inmet, com uma condição de acumulados de chuvas bem melhores que esta apresentado pelo sistema cosmos.

    0