ENTREVISTA: Confira a entrevista com Fernando Shuster - Produtor Rural e Pres. da Coord. Agrícola dos Brasiguaios

Publicado em 03/02/2012 13:18 1191 exibições
Paraguai registra conflitos entre brasiguaios e sem-terra locais. Cerca de 350 mil brasileiros têm o direito de propriedade violado, mas manifestantes do país alegam ocupamento irregular das áreas. Governo se diz comprometido em encontrar solução para o problema.

1 comentário

  • Adoniran Antunes de Oliveira Campo Mourão - PR

    Joao Batisti,moro aqui no Paraguay,desde o dia 4 de janeiro de 1978,portanto a 34 anos.Apesar do que falam do Gral.Stroessner, foi ele quem mais repartiu terras em uma reforma agraria no país.Ele deu para muitissima gente,ou seja para todos os paraguayos que pediram terras,40 has.O que fizeram os paraguayos?Venderam as terras,justamente quando começou de maneira forte a imigraçao dos brasileiros,concomitantemente a construçao da usina de Itaipu.Os brasileiros,que já estavam em Sta.Rosa do Monday(Santa Rita nao existia ainda) e que já tinham algumas areas de terra,a eles, os paraguayos que ganharam terras,ofereciam a venda o que tinham ganhado do governo.E como nada proibia os brasileiros de comprar,compraram.E verdade seja dita,quando nesta época,nao existia a ruta VI,que hoje corta santa rita e naranjito ao meio(estrada que vai até Encarnación,capital do depto.Itapua,onde vivo)ninguém queriam estas terras,a nao ser os brasileiros,que praticamente abriram a picada até as colonias unidas,com picao,enxadao desbravando,plantando já trazendo o progresso e ocupaçao de mao de obra nestas paragens.Nenhum paraguayo reclamava terras,porque?Era dificil,exigia muito sacrificio.Pouco a pouco os brasileiros,alemaes,ucranianos,japonezes,(temos tres colonias com cooperativas desta raça aqui no sul)foram fazendo desta regiao,e como um todo no paraguay, o quarto exportador de soja mundial.Agora que está todo feito,as propriedades um modelo bem sucedido de agronegócio,foram ficando nao digo ricos,mas bem de vida,aí a inveja começa a coçar os nativos deste país.Nao foram os brasileiros,japonezes,alemaes,ucranianos,russos brancos,e outros, na verdade o Paraguay nao seria nada hoje.Nada mesmo.E o pior,que ninguem fala,é que os supostos campesinos sem terra que estao a ameaçar os brasiguaios, nao sao desta regiao.Sao os vagabundos do Lugo,iguais os vagabundos do Lula aí no Brasil,que vieram de outra regiao,açulado por falsos lideres,amiguitos do Lugo,que querem tomar as terras de quem trabalha.Eles vem de Santa Rosa do Aguaray,Sao Pedro,Ybyiaú,Horqueta,regiao pertencente a Concepcion e Pedro Juan Caballero.Eles nao querem terra,ou melhor, as querem para revender.Sao "araganes",ou vagabundos em portugues.Gente que quer o prato feito, nao trabalhar para faze-lo.E o governo brasileiro nao move uma palha em nosso favor,para nossa proteçao,ou proteger em contrapartida os direitos que adquirimos,comprando,titulando as terras ja ha mais de trinta anos.Se o governo brasileiro quizer nos ajudar a acabar com essa bangunça aqui no Paraguay,é facil.É so fechar a fronteira,mas fechar mesmo, por uma semana,que este país morre de fome.E acabar com esta coisa de estar dando tratamento médico,aí no mesmo sus do Lula, ou seja o sirio libanes,para este bispo que dava hostia pela manha, e a noite era simplesmente um pedófilo.A mesma merda está aí no Brasil,com Rainha e todos estes degenerados bandidos que sao os semterra.Querem terra agora?Deem sete palmos a eles.

    0