DA REDAÇÃO: Feijão tem valorização com área plantada reduzida em 10% no Brasil

Publicado em 09/03/2012 14:21 e atualizado em 09/03/2012 16:28 670 exibições
Feijão: Conab confirma redução de 10% na área plantada da primeira safra diante das grandes perdas causadas pela estiagem no Sul do Brasil. Preços firmes devem continuar remunerando o produtor entre março e abril.
O consumidor já paga, desde o começo de janeiro deste ano, mais de R$5 reais no quilo do feijão (o produtor tem vendido próximo a R$ 150). Preço alto para o grão, que teve sua área plantada reduzida em 150 mil hectares – cerca de 10% - conforme comunicou a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento). Houve também diminuição de 7% na produtividade em relação à safra passada e de 17% na produção total da leguminosa.

Além da redução da área, o feijão enfrentou problemas climáticos em diversas localidades. Todos esses fatores ajudam a explicar a elevação das cotações nos últimos meses, o que pode provocar um movimento de gangorra nesse mercado. Ao notarem a valorização atual do produto, um grande número de produtores migrarão para esse cultivo. Havendo maior oferta, já no mês de Maio deste ano, os preços poderão sofrer um decréscimo.

No período de Março a Abril, segundo previsão de Marcelo Lüders da Correpar, as cotações devem permanecer remuneradoras. As perspectivas para isso são positivas, pois a cada ano que passa há maior necessidade de aumento da área plantada com o consumo brasileiro em alta “tudo o que vem produzindo no Brasil, vem sendo consumido”, afirma.

A projeção do Ministério da Agricultura é de que o nosso consumo entre num crescimento ligado ao vegetativo da população. Esse estudo aponta que serão consumidos 4 milhões de toneladas em 2020.

Por:
João Batista Olivi e Fernanda Cruz
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário