ENTREVISTA: Cartunista Maurício de Souza faz campanha contra o Código Florestal na tentativa de atingir público infantil; Valdir Colatto traz desdobramentos

Publicado em 22/05/2012 19:45 571 exibições
Código Florestal: Usando o personagem Chico Bento, cartunista Maurício de Souza faz campanha pedindo o veto do Código Florestal pela presidente Dilma. Ação tenta atingir público infantil, mas não mede conseqüências. Setor produtivo precisa de maior mobilização, já que ONGs ambientalistas mostram grande força em suas campanhas.

2 comentários

  • victor angelo p ferreira victorvapf nepomuceno - MG

    O dinheiro é uma arma perigosa...Já está ficando fora de moda aquelas invasões e os desgastes com mentiras tipo, "armas de destruição em massa"!

    É bem mais prático usar o Dolar como arma, comprando uma meia dúzia de apátridas...Como isto já praticamente "tomaram" 20%,50% e 80% do nosso território com a concordância da maioria...Reunir produtores rurais em Brasília é um sonho, não por falta de vontade mas sim por falta de dinheiro que mal, mal está sendo usado para pagar os compromissos nos bancos...Continuamos com a esperança de que nossos reprentantes em Brasília acordem para este fato, senão a "guerra" estará perdida.

    0
  • Almir José Rebelo de Oliveira Tupanciretã - RS

    É extremamente grave o momento que estamos vivendo de falta de liderança que defenda o produtor rural. O Roberto Rodrigues disse que as lideranças não estão em sintonia. Não é isso. Não tem liderança mesmo. João Batista, quando fomos muitas vezes em Brasília defender o Código Florestal, lá estávamos em meia dúzia. Até sexta feira deveríamos fazer o maior movimento nacional da história com pelo menos 500 mil produtores rurais e urbanos que tivessem um pouquinho de respeito com quem coloca a comida em sua mesa no café, almoço e janta todos os dias.Mas como não existe isso, nós produtores somos um bando de frouxos e inconsequentes mesmo, estamos perdendo para gente que não conhecem meio ambiente e botam goela abaixo dos desinformados brasileiros esse absurdo de veta tudo Dilma. Desta forma estou escrevendo que, se lêssemos o Código Florestal, os conceitos de APPs e Reserva Legal e Áreas Consolidadas, está escrito que não precisaria recompor coisa nenhuma. Deixaríamos as margens que a própria natureza mostra e tudo bem. No entanto, João Batista, a Dima vai acabar vetando coisas sem fundamento pra atender as ONGs e a mídia burra e nossas subnutridas lideranças vão perder a oportunidade de defender uma CPI das ONGs em conluio com a grande mídia. Nos resta possíveis negociações com os poucos Deputados que possam diminuir o prejuízo se vier nova medida provisória ou recorrer ao Supremo para impedir que se quebre o Brasil. Ouvir que o superavit da balança comercial está mantendo o equilíbrio econômico, ambiental, social e político do País não tem significado nenhum. O deboche é tão grande que até sátiras usando o palavreado interiorano é sucesso para escourraçar com o meio e produtor rural. Este é o País rico mas com um povo miserável. Então João Batista, já que não temos lideranças, o negócio é aceitarmos a escavidão imposta pelas ONGs e darmos "VIVA" a nossa fraqueza e ignorância. Ou será que além de nós dois ainda tem mais produtores que ainda se indignam? Desse jeito vou deixar para você dizer Vamos em frente João Batista!!!

    0