DA REDAÇÃO: Tendência é altista no mercado do boi gordo a curto praz

Publicado em 31/08/2012 14:01 e atualizado em 31/08/2012 16:53 701 exibições
Boi gordo: Tendência é de altas a curto prazo. Cenário é de recuperação de preços, puxada pela falta de animais no mercado. Indústrias terão dificuldade para efetuar compras pelo menos até primeira quinzena de outubro.Oferta deve melhorar somente após esse período.
O mercado do boi gordo apresenta recuperação de preços, em função da falta de animais. Segundo o analista da Cross Investimentos, Caio Junqueira, as indústrias terão dificuldade em efetuar compras pelo menos até o início do mês de outubro.

“O boi vem ganhando cotações novas, e as indústrias estão com margem, tem a necessidade de comprar. E também estamos entrando no final do mês e iniciando outro, que normalmente é muito bom para a saída de carne no atacado”, explicou Junqueira. 

O analista sinaliza que em 2012 a arroba do boi apresentou preços muito baixos, e devido a esse cenário, os produtores ficaram desestimulados a colocar o animal no cocho. “Então essa falta de estímulo fez esse vácuo de oferta que estamos passando agora, mas em outubro e novembro esses animais provavelmente serão ofertados”, afirmou.

Em decorrência dessa situação, a arroba deve apresentar altas a curto prazo. E Junqueira frisa que esse quadro deve se estabilizar a partir da segunda quinzena de outubro com a oferta um pouco mais contínua. 

Ainda de acordo com o analista, o confinamento é uma realidade que veio para o Brasil e para ficar, e só irá aumentar. “É um ciclo que você começa a fazer fluxo de caixa mais contínuo, a tendência é que o confinamento seja mais a longo prazo. E a explosão nas cotações do milho, deve diminuir a oferta de boi no segundo turno, mas mesmo assim acredito que teremos um volume de bom de animais para outubro e novembro”, disse.

Junqueira argumenta que na próxima semana podem acontecer negociações acima de três dígitos em São Paulo.
Por:
João Batista Olivi/ Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário