DA REDAÇÃO: Cerca 250 cidades da Bahia são atingidas pela maior seca dos últimos 50 anos

Publicado em 12/09/2012 14:46 e atualizado em 12/09/2012 17:45 509 exibições
Seca: cerca de 250 municípios na Bahia são devastados pela maior estiagem dos últimos 50 anos. Medidas do Governo não chegam aos pequenos e médios produtores da região. Agricultura de subsistência está acabando, em função da seca.
Na Bahia cerca de 250 municípios são devastados pela maior estiagem dos últimos 50 anos. Segundo o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Ipirá (BA), José Caetano Ricci de Araújo, a situação persiste desde 2009.

“Em torno de 99% das aguadas tanto públicas como particulares secaram, os produtores que ainda tem algum rebanho estão pagando carros pipa, a preço de ouro, para trazer água de fora da cidade, pois em Ipirá não tem onde pegar água”, afirmou Araújo.

Na região, a agricultura é de subsistência, no entanto, o presidente sinaliza que, em função da seca, já acabou, assim como a pecuária leiteira. “Estamos preocupados, pois choveu em algumas partes do litoral do estado, e parece que mídia entende que choveu no estado inteiro e resolveu o problema da estiagem na Bahia”, explicou. 

Para agravar o quadro, as medidas de apoio do Governo não chegam aos produtores. “Devemos ter em Ipirá em torno de 4 mil propriedades rurais, e ninguém recebeu crédito de emergência do governo, não receberam milho da Conab, isso é propaganda, se isso acontece deve ser em outro município. As medidas não arranham o problema na sua dimensão”, finalizou o presidente.
Por:
Rafhael Salomão/ Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • cezar augusto ricci mastorlorenzo Feira de Santana - BA

    Está de parabéns o Sr. José Caetano, sou produtor em Itatim-Ba município próximo a Ipirá e comungo de todas as considerações feitas pelo presidente do sindicato de ipirá. O governo estadual e federal virou as costas a seca no estado. Não temos crédito rápido, não podemos pagar o que devemos, estamos sem assitência técnica, a EBDA orgão de fomento agrícola do estado está desmontada e funciona apenas para obras políticas e inúteis. Sei que sobreviveremos à seca apenas por que "o sertanejo é acima de tudo um forte" e só por isso , pois se esperarmos ajuda de nossos atuais governantes morreremos de fome e passaremos a viver em favelas. Cezar Mastrolorenzo Secretário da ABCSINDI

    0