DA REDAÇÃO: Perdas nas lavouras de trigo podem chegar a 12% no RS

Publicado em 03/10/2012 13:55 e atualizado em 03/10/2012 16:34 347 exibições
Trigo: Perdas causadas por geadas e granizo devem chegar a 12% no Rio Grande do Sul. Previsão de mais chuvas preocupa produtores. Agricultor que conseguir realizar colheita terá preços atrativos para comercialização.
As perdas ocasionadas nas lavouras de trigo em função das geadas e granizo devem chegar a 12% no Rio Grande do Sul. De acordo com o analista de mercado, Élcio Bento, é complicado quantificar as perdas, que ainda tendem a aumentar.

“Mas o que nos preocupa agora são as chuvas previstas e já temos o trigo que está no período crítico e sofreria com essas chuvas. Já tivemos vendaval, geadas e nesse momento são as chuvas que podem trazer prejuízos para a produção gaúcha”, disse Bento. 

O analista sinaliza que pode haver uma diminuição na projeção inicial do trigo, pode passar de 2.6 milhões de toneladas para 2.3 milhões. Além disso, é necessário levar em consideração os problemas em relação à qualidade do produto que também pode reduzir devido às dificuldades que as lavouras estão enfrentando. 

A expectativa era que os produtores pudessem recuperar os prejuízos da safra de verão com essa produção. Essa situação teve início no mercado internacional com a quebra na safra da Rússia, o que elevou as cotações que estavam em um patamar de US$ 6,50 por bushel para US$ 8,50 ou até US$ 9,50 por bushel, conforme disse Bento. 

“Além disso, tivemos uma redução na produção no Mercosul. A safra de trigo deve recuar em 6,5 milhões, então teremos um ano que temos preços elevados, infelizmente para os produtores que tiveram a safra quebrada, seria uma oportunidade de recuperar, mas aqueles produtores que irão colher terão preços atrativos para a comercialização”, argumentou o analista.

Já os preços do trigo permanecem elevados, no estado a tonelada está sendo comercializada entre R$ 580,00 e R$ 600,00. Estima-se que o RS já tenha negociado para exportação cerca de 800 a 900 mil toneladas de trigo da próxima safra. 

“Com preços atrativos e essa é a preocupação, pois já foi contratado esse trigo e as intempéries climáticas podem prejudicar ou dificultar a possibilidade desses embarques serem realizados com menor qualidade em que foram fixados”, afirma Bento.

No Paraná, a situação é diferente, a tonelada de trigo é comercializada a R$ 680,00. Em torno de 60% da produção já foi colhida, e o produto apresenta boa qualidade. “A tendência é que teremos preços acima dos atuais patamares no período da entressafra”, falou o analista. 
Por:
João Batista Olivi/ Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário