DA REDAÇÃO: Perdas de até 75% no feijão em Coromandel (MG), além de prejuízos para soja e milho

Publicado em 16/01/2013 10:06 e atualizado em 16/01/2013 12:53 573 exibições
Safra 2012/13: Após 30 dias de seca, lavouras de feijão em Coromandel (MG) registram perda média de até 75% em algumas propriedades. Milho foi menos atingido pela seca, mas soja precoce tem prejuízo de 15% na produção estimada. Ataques de pragas também prejudicaram produtividade da soja e feijão no município.
Quebra na safra de feijão chega a 75% da produção estimada em algumas propriedades do município de Coromandel (MG). Lavouras ficaram até 30 dias sem chuvas e sob altas temperaturas, causando grande abortamento das vagens, principalmente nas áreas de plantio mais novo.

De acordo com informações do produtor rural Geraldo Emanuel Prizon, apesar dos prejuízos do feijão, outras culturas, como milho e soja tiveram perdas bem menores. “Para o milho, perdas foram pequenas, pois o plantio aconteceu em áreas de boa fertilidade e milho ainda não estava no pendoamento”, explica. Área com milho foi reduzida no município nesta safra em função da concorrência com a soja. 

Perdas para a soja atingiram variedades de ciclo precoce, com prejuízos de até 15% na produção estimada. Além da estiagem, segundo Prizon o ataque de pragas nas lavouras foi determinante para perdas.

Na última semana chuvas retornaram ao município. Segundo o produtor rural, “agora, preocupação é com colheita do feijão que deve começar em 10 dias”, afirma. Segundo ele, previsões climáticas indicam chuvas para o período, o que pode aumentar as perdas para a cultura.

Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • BYRON DE SOUZA goiania - GO

    MAIS UMA VEZ O PRODUTOR PODERÁ SER PREJUDICADO

    E OS CONSUMIDORES PAGARÃO POR UM PRODUTO DE

    QUALIDADE INFERIOR E PREÇO SUPERIOR

    0