DA REDAÇÃO: Proprietários da Fazenda Santa Clara, em Sidrolândia (MS), foram retirados de suas terras

Publicado em 20/05/2013 13:32 e atualizado em 20/05/2013 17:48 443 exibições
Os proprietários da Fazenda Santa Clara foram retirados de suas terras, localizada em Sidrolândia (MS), desde o dia 30 de março deste ano. A produtora considera situação revoltante, pois a posse da propriedade existe desde 1850, enquanto que a aldeia foi formada apenas em 1928. Proprietária ainda acredita que conflito foi ‘plantado’, uma vez que os produtores sempre conviveram em harmonia com indígenas.

Desde o dia 30 de março, os proprietários da Fazenda Santa Clara, localizada em Sidrolândia (MS), estão proibidos de voltarem à sua terra. Segundo a produtora rural e proprietária, Maria Clara Bacchi, a situação é revoltante, pois na região do município tem posse registrada desde 1850. Os títulos das propriedades foram expedidos pelo estado em 1912, há cem anos, já a aldeia foi formada em 1928.

“E de 1928 até 199 nunca se ouviu dizer os indígenas pleiteassem mais terras, conflito foi ‘plantado’, criado na região. Os índios sempre foram prestadores de serviços para a nossa região, vivíamos em harmonia. E o que nos deixa revoltados é que as pessoas estão sendo colocados contra o produtor”, explica Maria Clara.

As decisões de reintegração de posse já foram dadas às fazendas invadidas na cidade. No entanto, as ações não estão acontecendo, já que, há dificuldades em executar as medidas de reintegração de posse.

“Temos uma terra que nos pertence no papel, e não nos pertence de fato. Não tenho segurança que posso voltar a minha terra, a possibilidade é remota, a justiça nos dá ganhos de causa, mas os índios não se confirmam eles querem a posse da terra”, afirma a produtora.

Por:
João Batista Olivi/Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário