DA REDAÇÃO: MS - Deputados estaduais se comprometem a buscar solução para demarcações de terras indígenas

Publicado em 23/05/2013 13:17 e atualizado em 23/05/2013 16:49 217 exibições
Em Campo Grande (MS), sessão plenária com produtores rurais e deputados estaduais debateu os problemas de demarcações de terras indígenas em Sidrolândia. Durante a reunião, parlamentares se comprometeram a buscar uma solução para o impasse. Produtores estão tensos e fragilizados. Índios deram prazo de 24h para produtores saírem das terras.

Nesta quinta-feira (23), reunião realizada na Assembleia Legislativa em Campo Grande (MS), produtores rurais e deputados estaduais debateram os problemas de demarcações de terras indígenas em Sidrolândia.  Durante a reunião, os parlamentares se comprometeram a buscar uma solução para o impasse, segundo informações do repórter do Canal Rural, Sebastião Garcia.

“Os agricultores relataram a situação e houve certa comoção por parte dos deputados. Realmente, os produtores da região estão tensos e fragilizados e diante desse cenário esperamos que a esfera política encontre uma solução”, disse o repórter.

Na área rural de Sidrolândia (MS) o clima permanece tenso. As fazendas ocupadas estão localizadas em uma região conhecida como Vale do Buriti. Os índios Terena reivindicam a ampliação da reserva para 17 mil hectares, que atinge 23 fazendas, das quais 10 estão ocupadas por indígenas.

Segundo o vereador do município, Cledinaldo Cotácio (PP), aproximadamente 2 mil indígenas estão na região e começaram a preparar o solo para o plantio. Além disso, os índios deram um prazo de 24 horas para que os produtores saiam das propriedades.

“Eles estão firmes no que querem, não vai sair das fazendas. Há o risco de conflito entre os indígenas e os produtores. Por isso, peço que lideranças de Brasília venham à região, para resolver a situação o mais rápido possível”, afirma o vereador.

De acordo com o levantamento da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária do MS) há 62 propriedades invadidas no estado. E o cancelamento da medida de reintegração de posse de uma das fazendas, determinado pelo Tribunal Regional Federal, só agrava a situação, conforme destaca o presidente do Sindicato Rural de Sidrolândia, Osório Straliotto.

Diante dessa insegurança, a Justiça Federal marcou para a próxima quarta-feira (29) uma audiência de conciliação entre produtores e indígenas. O objetivo é encontrar uma solução para o impasse e acabar com a insegurança jurídica dos produtores rurais.

Por:
João Batista Olivi/Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário