DA REDAÇÃO: No MS Funai quer destinar área de 8.900 hectares a 150 índios Kaiowá

Publicado em 29/05/2013 13:45 e atualizado em 29/05/2013 16:24 431 exibições
Em Ponta Porã (MS), cerca de 150 índios Kaiowás reivindicam terras de 300 produtores. Propriedades estão invadidas desde 1999 e não foi pedido a reintegração de posse. Funai quer aumentar a área invadida para quase 9 mil hectares. Produtores estão sendo expulsos de suas terras.

Em Ponta Porã, Mato Grosso do Sul, a Funai quer destinar uma área de cerca de 9 mil hectares para 150 índios Kaiowá. Essas terras pertenciam a um produtor rural que no ano de 1999 perdeu a área para o Banco do Brasil. Após a desapropriação do fazendeiro, índios invadiram o local e até hoje a reintegração de posse não foi feita. Agora a Funai quer ampliar a propriedade para 8.900 hectares, comprometendo as áreas de fazendas vizinhas.

No último sábado (25), a Polícia Federal entrou na Fazenda Alvorada, em Ponta Porã, para colocar marcos físicos sem ordem judicial. “Quando eu cheguei os policiais já tinham entrado cerca de 30m na plantação de milho picotando tudo e colocando os marcos”, diz João Parizotto Júnior, proprietário da fazenda. Os policiais tinham uma arma de choque, uma metralhadora e uma escopeta.

 Parizotto foi pego pelo pescoço, seus braços foram presos para trás e ele foi expulso da fazenda sem conseguir falar nada. O Sindicato Rural de Ponta Porã chamou um advogado para ir ao local, mas, nesse momento, os policiais retiraram os marcos das terras e foram embora. Na segunda-feira o grupo voltou à fazenda, mais uma vez sem mandado judicial, para fazer os marcos novamente, porém ,com a pressão dos produtores rurais, eles não conseguiram entrar.

Segundo Parizotto, ele e os vizinhos estão acampados em volta da sua propriedade no caso da Funai aparecer e tentar entrar no local mais uma vez. No momento a situação é de total insegurança.

Guarani-Kaiowá

Imagem do site: umaincertaantropologia

Por:
João Batista Olivi e Paula Rocha
Fonte:
Notícias Agrícolas

2 comentários

  • Edison tarcisio holz Terra Roxa - PR

    botem esses cara s da funai pra correr

    0
  • Geraldo P N Junior Marília - SP

    Abaixo a Ditadura da FUNAI!!!! É o que estamos vivendo, vamos começar gritar palavras de ordem como: Agricultores unidos, jamais serão vencidos

    0