DA REDAÇÃO: Milho – Conab realiza nesta terça-feira (11) segunda operação de contratos de opção

Publicado em 10/06/2013 13:57 e atualizado em 10/06/2013 17:10 475 exibições
Além de novos leilões de opções para o milho, Neri Geller prevê que SPA (Secretaria de Política Agrícolas) terá verbas para realizar Pepro e AGF, e manter preço mínimo para produtores de grãos. Médios produtores também foram beneficiados no Plano Safra.

A Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) irá realizar nesta terça-feira (11), o segundo leilão de opção para o milho. A grande produção de milho safrinha do Centro- Oeste já era uma preocupação do Governo Federal, conforme destaca o Secretário de Política Agrícola, Neri Geller.

Até o momento, o Governo já divulgou um programa para a compra de 2 milhões de toneladas, através de contratos de opção. Além disso, o secretário destaca que o Governo também poderá adquirir até 1 milhão de toneladas do cereal por meio de AGF (Aquisições do Governo Federal) para a recomposição dos estoques públicos.

“Há também a portaria para fazer o Prêmio Equalizador do Frete para levar os excedentes das regiões produtoras para os centros consumidores como o Nordeste e a Região Sul. A portaria saiu do Mapa bem articulada e deve sair ainda esta semana”, afirma Geller.

O secretário garante que o Governo ainda está preparado para fazer a intervenção necessária no mercado, caso os preços do milho fiquem abaixo do preço mínimo. No entanto, o governo está otimista e acredita que os produtores brasileiros irão conseguir negociar o cereal acima do preço mínimo.

Já em relação ao Pepro (Prêmio Equalizador Pago ao Produtor), o secretario sinaliza que a Secretaria de Política Agrícola terá recursos disponíveis para realizar o programa. “Vamos sentar e discutir com o setor e que o que é melhor o Pep ou o Pepro. Vamos discutir isso com as entidades, fazer análises com equipe técnica da SPA e também com a Conab para ver o que é melhor. Se necessário, vamos estudar os dois, mas a portaria esta pronta e quando precisar o governo vai fazer intervenção”, acredita Geller.

Diante desse cenário, o secretário ainda orienta que os produtores façam as contas para decidir se participam ou não do leilão da Conab. “É importante que os produtores fiquem atentos, ao menos para assegurar e se manter na atividade, e se acreditar que R$ 14,50 e R$ 15,00 é um bom preço tem que ir travando”, relata o secretario.

Plano Safra 2013/14 – Na visão do secretário, o plano safra desta ano é muito forte, e os conteúdos dos programas são importantes para o setor. Ainda de acordo com Geller, através do Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural), o Governo conseguiu ampliar os recursos de R$ 800 mil para R$ 1 milhão. Dessa forma, os produtores poderão segurar o produto e não negociar a produção no pico da colheita para garantir o pagamento dos custos.

Soja Intacta – Nesta segunda-feira (10), o Mapa anunciou que a China aprovou três variedades de soja geneticamente modificadas de interesse do Brasil, entre elas a Intacta. “A Intacta é importante, pois vai reduzir os custos, vai usar menos defensivo e vai dar segurança maior para a produção nacional”, finaliza Geller.

Por:
João Batista Olivi/Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário