ENTREVISTA: Confira a entrevista com Marco Antônio Jacob - Cafeicultor

Publicado em 21/06/2013 13:07 349 exibições
Café: Alta do dólar não é benéfica para a situação do cafeicultor. Apesar das exportações, os EUA vendem mais contratos com a alta da moeda. Produtor detalha que, em Espírito Santo do Pinhal (SP), a saca é vendida a R$290,00, com custo de produção entre R$330,00 a R$340,00. Produtor sugere política de preço mínimo baseado no custo de produção.

3 comentários

  • Liones Severo Porto Alegre - RS

    Caro Virgilio Moreira, o marketing de cafe da Colombia é um dos melhores do mundo. A Alemanha que não produz 1 quilo de cafe, mas é um os maiores exportadores do mundo.Importa o cafe e produz os blend que o mundo consome. Num simposio do café na China, os negociadores de cafe de Minas Gerais, foram a China e tentaram negociar muito mais pedras preciosas do que cafe, foi um revés para o cafe brasileiro numa situação muito importante. Todos sabem que os chineses gostam de pedras, desde a mais bruta a mais preciosa. Enquanto fazemos nossos jardins de flores e plantas, eles fazem de pedras. Mas não era a proposta. Com esses negociadores não dá não é amigo ???

    0
  • Virgilio Andrade Moreira Guaira - PR

    Ótimo comentário Sr Liones Severo. Sim o Brasil é um país eminentemente exportador de grãos e minérios, carnes etc.... Este negócio de exportar bens industriais de primeira geração é para Japão, China, EUA , Alemanha etc,, nos quase só podemos exportar estas coisas através das subsidiarias que empresas destes países têm no Brasil. Acho muito importante e bonito exportar alimentos. Por que não ??

    0
  • Liones Severo Porto Alegre - RS

    Somente uma forte desvalorização do real poderá salvar os cafeicultores. Se é bom para a China e para os Estados Unidos, por que não seria bom para o Brasil, que também é um país eminentemente exportador ?

    0