DA REDAÇÃO: Com falta de sinalização sobre medidas anunciadas pelo governo, café fecha em baixa na NYBOT

Publicado em 15/08/2013 19:09
592 exibições
Café: Cotações voltam a cair no mercado internacional. No Brasil, cafeicultores esperam concretização das medidas anunciadas pela presidente Dilma para avançar com a comercialização que atingiu só 20% nesta temporada.

Nesta quinta-feira (15), o café encerrou com perdas de mais de 60 pontos na Bolsa de Nova York. Isso se deve a uma falta de sinalização do governo sobre o leilão de opções para retirar 3 milhões de sacas do mercado, que foi uma das medidas de apoio a cafeicultura anunciadas pela Presidente Dilma Rousseff.

Os preços do café estão nos menores patamares dos últimos 4 anos e essas medidas anunciadas pelo governo ainda não foram regulamentadas. Segundo Mario Guilherme do Valle, Presidente do Sindicato Rural de Guaxupé (MG), o leilão de opções vai retirar do mercado apenas 6% da safra nacional deste ano, o que é muito pouco, além de ser difícil de ser implementado.

“Essas medidas vieram muito tarde, a colheita já está no fim no sul de Minas Gerais e apenas cerca de 20% da safra foi comercializada até o momento. Além disso, o produtor está descapitalizado e os bancos, cada vez mais, apresentam dificuldades para liberar créditos. Estamos chegando ao fundo do poço, a cafeicultura emprega quase 5 milhões de pessoas em todo o país ninguém se preocupa com o setor”, afirma Mario.

Com a alta do dólar hoje (15), os preços do café na região de Guaxupé ficaram em torno de R$ 290,00/saca. No entanto, a atual safra apresenta a pior qualidade dos últimos 10 anos.

Por: João Batista Olivi e Paula Rocha
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário