DA REDAÇÃO: Produtores negociam a saca do feijão preto a R$ 170,00 no atacado em SP

Publicado em 22/08/2013 13:15 e atualizado em 22/08/2013 17:51
295 exibições
Confira a análise sobre os principais produtos fora da bolsa com Aleksander Horta - Jornalista

Os produtores de feijão preto estão segurando as vendas no mercado interno. A expectativa é que haja uma valorização nas cotações do grão, uma vez que a China sofre com as chuvas excessivas. Situação que pode comprometer a qualidade do feijão chinês. 

As estimativas iniciais apontam para uma disponibilidade de, apenas, 60 mil toneladas de feijão, somando os estoques da produção anterior mais a safra que será colhida este ano. No mesmo período do ano passado, o número era de 200 mil toneladas.

Diante desse cenário, os produtores brasileiros negociam a saca do produto a R$ 165,00 no Porto de Paranaguá e a R$ 170,00 a saca no atacado em São Paulo, uma valorização de 21% em comparação com o mesmo período do ano passado. 

Cebola – Na região de Monte Alto, interior de São Paulo, o início do plantio da cebola foi afetado pelas precipitações expressivas. A safra do município corresponde a 30% da produção no estado. 

A preocupação dos produtores é que a concentração de oferta a partir do mês de setembro possa pressionar negativamente as cotações. Principalmente, com a chegada de produto de outras regiões do país, como São Paulo e Bahia. Mas, por enquanto, com a oferta um pouco menor os preços apresentaram uma reação. Em Jabuticabal, a saca de 20 kg é negociada a R$ 31,80, uma alta de 4,95%. 

Por: Sebastião Garcia/ Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário