DA REDAÇÃO: Brasil deixou de ganhar 1,6 bilhão de dólares com a produção de frango, devido a problemas logísticos no setor

Publicado em 27/08/2013 13:41 e atualizado em 27/08/2013 15:08
286 exibições
Frango: Brasil ainda é o maior exportador de carne de frango do mundo, mas, nos últimos anos, o ritmo de crescimento das exportações diminuiu. Estudo da Ubabef mostra que essa perda se deve ao aumento de alguns custos do setor brasileiro em relação aos custos de concorrentes no exterior.

Estudo mostra que os problemas logísticos no Brasil deixaram de colocar nos cofres do Brasil US$ 1,6 bilhão, através do mercado de carne de frango. O estudo considerou os dados de 70% dos exportadores de frango do país, segundo Adriano Zerbini, gerente de relações de mercado da Ubabef (União Brasileira de Agricultura), que participa do Salão Nacional de Avicultura. “O setor percebeu que, apesar do Brasil ser o maior exportador de frango do mundo, o ritmo de crescimento das nossas exportações diminuiu e nós temos perdido participação no mercado internacional... Alguns custos do setor aumentaram muito mais que os custos de nossos concorrentes lá fora. O principal deles é o custo da força de trabalho no Brasil”.

Zerbini conta que, entre 2006 e 2012, os custos da força de trabalho aumentaram 166% no Brasil, mas apenas 23% na Tailândia e na Europa e 17% nos EUA. Outros custos importantes também, segundo ele, são as embalagens. “O nosso polietileno, que é a principal matéria-prima de embalagem dos alimentos custa 88% a mais que na Tailândia e 45% a mais que nos Estados Unidos”. Ele acrescenta que esses pontos de perda de produtividade devem ser atacados tanto pelo setor quanto pelo governo.     

Por: João Batista e Fernanda Bellei
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário