DA REDAÇÃO: Produtores de café em Minas Gerais sofrem com a falta de políticas para o setor

Publicado em 30/08/2013 13:16 e atualizado em 30/08/2013 15:04
863 exibições
Café: Medidas de apoio a cafeicultura anunciadas pela Presidente Dilma Rousseff em Varginha (MG) ainda não trouxeram efeitos para o setor, que continua sem notícias a respeito da situação. Preço do café na região de Guaranésia (MG) está a R$ 280,00/saca, causando prejuízos aos produtores.

Produtores de café em Minas Gerais estão insatisfeitos com a política do Governo Federal, que não ajuda o setor. De acordo com Cristina Ribeiro do Vale, presidente do Sindicato Rural Guaranésia, Minas Gerais, o descaso está afetando o desenvolvimento da região. “Nossa região empregava muita gente e era muito próspera, mas agora já não é mais, porque ela depende do café, e o café só está indo para trás”. 

Cristina conta que, desde o início do ano, os sindicatos da região já fizeram diversas solicitações de ajuda ao governo. “As coisas foram sendo adiadas, até que no dia 8 de agosto, aqui em Varginha, a própria presidente anunciou que iria fazer medidas das opções e investir dinheiro no café, mas até hoje não saiu nada e todos estão desesperados”. 

Ela destaca ainda a precariedade na rotulação do produto no Brasil. “O Brasil é o maior produtor de café do mundo e o segundo maior consumidor, mas não temos uma posição ativa no mercado... A gente aqui no Brasil tem que tomar um café horroroso. Não existe rotulação do café... Tudo o que sobra da exportação, o brasileiro é que toma”. 

A presidente do sindicato conta que o preço do melhor café é vendido pelo produtor a R$ 280 e ainda tem um desconto de R$ 10. “Está todo mundo tendo um prejuízo muito grande em cada saca que vende”.

Por: João Batista e Fernanda Bellei
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Cesar Augusto Romero Corquin Copan, Honduras - DF

    amigos productores de cafe de Brasil y otros paises, tenemos que entender que la problematica del cafe a nivel mundial nosotros mismos la hemos provocado al obtener grandes cosechas del aromatico que superan la demanda mundial de este producto,que incide negativamente en los mercados, presionando los precios hacia la baja, lo que trae como consecuencia el deterioro economico de los productores, ya que el producto de las ventas no cubre ni siquiera los costos de produccion, dejando cuantiosas perdidas, sin que las instituciones y los gobiernos hagan algo paliar la crisis,por tanto solamente los productores podemos hacer algo por nosotros mismos.

    La solucion a esta problematica que nos agobia cada dia mas, es dejar caer el diez por ciento (10%)de la cosecha de cafe 2013/2014 a fin de reducir la oferta y como consecuencia se incrementara la demanda a nivel mundial, lo que impulsara los precios que contribuiran a revertir las perdidas y obtener ganancias justas para todos los productores y sus respectivas familias.

    Recuerden: a grandes males, grandes remedios.

    0