DA REDAÇÃO: Ministros do Governo Federal e parlamentares da FPA debatem questão indígena nesta terça-feira (10)

Publicado em 09/09/2013 14:18 e atualizado em 09/09/2013 16:48
221 exibições
Brasília: Nesta terça-feira (10) haverá uma reunião com ministros do Governo Federal com a FPA para tratar de questão indígena. Votação da MP 615, que prevê desoneração de tributos para frigoríficos, cerealistas e agroindústrias, acontece nesta segunda-feira (9). Ainda na terça-feira, a Associtrus também se reúne com Ministro da Agricultura para reivindicações do setor.

Nesta terça-feira (10), os parlamentares da FPA (Frente Parlamentar da Agropecuária) irão se reunir com o cinco ministros do Governo Federal para debater a questão indígena no país. Ainda amanhã, os representantes da Associtrus conversam com o Ministro da Agricultura, Antônio Andrade para discutir a crise no setor.

Segundo a repórter do Canal Rural, Daniela Castro, os pequenos e médios produtores de laranja são reféns de preços baixos. Então, o setor busca junto ao Governo a garantia de preço mínimo para a fruta, assim como, a renegociação das dívidas dos citricultores. 

Já nesta segunda-feira (9), deve acontecer a votação da MP 615, que prevê a desoneração de tributos para importantes segmentos do agronegócio, como frigoríficos, cerealistas e agroindústrias. 

“A votação deve acontecer em uma sessão extraordinária, já que a MP vence na próxima segunda-feira (16). E a exigência do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), é que para a medida ser votada no senado deve chegar com 7 dias de antecedência”, explica a repórter. 

Já a reunião da Camex (Câmara de Comércio Exterior), que também será realizada nesta segunda, deve debater a questão da importação de banana do Equador. O Brasil não precisa adquirir o produtor, uma vez que é um exportador da fruta. “E lá, tem doenças que não existem aqui, mas há uma pressão por parte do governo equatoriano, que alega que na balança comercial é positiva somente ao Brasil. Agora cabe a câmara tomar uma decisão”, ressalta Daniela.

Por: João Batista Olivi/Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário