DA REDAÇÃO: Mercado trabalha sem direção e soja fecha em terreno misto na CBOT

Publicado em 27/09/2013 18:19 e atualizado em 27/09/2013 19:04
754 exibições
Soja: mercado sem rumo em Chicago. Investidores aguardam confirmação sobre o real tamanho da safra americana e já começa a acompanhar plantio na América do Sul. No mercado interno, indústrias continuam oferecendo preços acima da paridade de exportação no interior do país.

Nesta sexta-feira (27), a soja fechou em terreno misto na Bolsa de Chicago, com o mercado trabalhando sem direção.

De acordo com o analista de mercado, Eleandro Mori, esta semana o mercado vem trabalhando meio de lado, aguardando dados mais concretos sobre a safra norte-americana, uma vez que o mercado já vem precificando a quebra da safra devido à seca no final do ciclo da soja: “No próximo mês o USDA divulga um novo relatório de oferta e demanda, o qual também deve trazer dados da área de plantio de soja e milho, o que pode dar um novo direcionamento ao mercado, mas, até lá, os preços devem seguir sem tendência”.

Nesse momento, o dólar também está um pouco estagnado, o que não colabora com os preços em Chicago. No Brasil, o produtor já comercializou boa parte da safra nova e agora aguarda preços melhores, principalmente para o dólar, para realizar novas vendas. Com isso, o mercado interno segue um pouco travado.

No entanto, Eleandro afirma que o mercado da soja é otimista, já que a safra norte-americana não será suficiente para recompor os estoques e o mercado começará a focar na safra sul-americana, que ainda tem um longo mercado climático para percorrer. Em curto prazo ainda podem ocorrer quedas nos preços, porém a demanda continua aquecida e, posteriormente, isso pode segurar as baixas.

Por: Aleksander Horta e Paula Rocha
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário