ENTREVISTA: Confira a entrevista com Luiz Fernando Ribeiro - Pres. Cooper Rita

Publicado em 04/10/2013 19:23
1113 exibições
Café: Produtores manifestam contra o custo de produção da cafeicultura em Santa Rita do Sapucaí, MG. Medidas tomadas pelo governo não ajudam e o dinheiro do Funcafé poderia ter sido usado para regularizar o mercado. Presidente da Cooperativa do município defende a retirada de 10 milhões de saca de café do mercado para que preços possam reagir.

3 comentários

  • daniel renno sampaio Santa Rita do Sapucaí - MG

    INFELIZMENTE MEU COMPANHEIRO SUAS LAMENTAÇOES EM PROL DE NOSSA CLASSE DE CAFEICULTORES SÃO VÁLIDAS, MAS ATRIBUINDO A UM EXCESSO DE OFERTA DE CAFÉ; ESTAMOS LARGADOS E JA FAZ UM BOM TEMPO. MEDIDAS PALHIATIVAS NÃO RESOLVE.PRECISAMOS DE UM ORGÃO , COM PESSOAS EFICIENTES E CAPAZES, SEM INTERESSE DE PENSAR SOMENTE EM SI PRÓPRIO ,PARA FAZER POLITICAS DE REGULAGEM DE PREÇO COMO O IBC FAZIA. POIS SE PENSANDO EM COOPERATIVAS , CADA UMA DEFENDE SEUS INTERESSES DE MANEIRAS DISTINTAS.QUEM PAGA O PREÇO É SEMPRE O POBRE PRODUTOR!

    0
  • Christina Ribeiro do Valle Guaranesia - MG

    Como e bom assistir um Presidente de Cooperativa defendendo e procurando soluções para os cafeicultores.

    Sr

    Luiz Fernando Ribeiro, que o seu exemplo seja seguido em todas as regiões cafeeiras desse imenso Brasil.

    Como esta não pode ficar, porque deixar a cafeicultura morrer!

    0
  • victor angelo p ferreira victorvapf nepomuceno - MG

    Muito boa a entrevista do Presidente da Cooperativa,pois se todos tivessem pelo menos esta disposição em defender os produtores de café, a coisa talvez não estivesse tão ruim... O nome COOPERATIVA foi criado com a intenção de reunir um determinado segmento para que se desenvolvam com a finalidade exclusiva de progredir e não a Cooperativa se desenvolver em detrimento dos cooperados...Expressa muito bem com relação ao Funcafé, que é um DINHEIRO dos cafeicultores...Dinheiro nosso, ao inves de ser usado para enxugar o mercado com umas dez milhões de sacas como bem disse o Presidente, fica aí bancando e enchendo os cofres de Bancos que a gente mal ouviu falar, muito menos negociar...O alerta já está sendo dado por este senhor e se as outras cooperativas não se unirem numa ação conjunta e bem coordenada, é bem capaz que num futuro não muito distante, não terão o que armazenar.

    0