ENTREVISTA: Confira a entrevista com Tony Reis Lemos - Pres. Sind. Rural de Carmo do Rio Claro/MG

Publicado em 22/04/2014 13:48 568 exibições
Café: Sul de MG está em fase de calcular prejuízos decorrentes da falta de chuvas no período da florada, momento crucial de irrigação, e previsões variam entre 20% a 45%. Em ensaios da colheita, há lavouras que calculam perdas de 90%.

2 comentários

  • Frank Scanavachi Guapé - MG

    Não será surpresa nenhuma vermos o café ultrapassar a barreira de 300,00 em NY. Além desta grande perda as chuvas que estão caindo agora estão derrubando os frutos no chão comprometendo ainda mais a safra deste ano. As previsões de chuva que até a pouco era sinônimo de queda nas cotações agora começa a preocupar ainda mais o mercado, pois , teremos cada vez menos cafés exportáveis

    para atender a demanda lá fora. Muita cautela ao vendermos café agora, principalmente café futuro. O bicho vai pegar!!!

    0
  • Jonas Torres Alfenas - MG

    Assim como a Volcafé, a cada tempo vão revisar o tamanho do problema deste evento climático que na minha opinião é um dos piores da história da cafeicultura, senão o pior. Ontem estive andando em uma lavoura que visitamos 1 mês atrás quando as chuvas melhoraram um pouco e estimamos uma perda de 10 a 15% nessa lavoura. Ontem, para nossa surpresa, mesmo após algumas chuvas fizemos novo levantamento e encontramos perda superior a 30%, sem contar que o café que granou está de péssima qualidade. Quando todos forem percebendo o tamanho da bomba que vai estourar veremos preços até pouco tempo atrás inimagináveis..

    0