DA REDAÇÃO: Exportações de milho do Brasil estão abaixo do esperado

Publicado em 14/05/2014 19:03 e atualizado em 14/05/2014 19:35 931 exibições
Milho: Exportações brasileiras estão mais lentas, já que preços do mercado doméstico estão melhores. Temperaturas abaixo da média para o período prejudicam o plantio de milho no Corn Belt dos Estados Unidos e em estados mais afetados, como Minnesota e Michigan, alguns produtores já estariam destinando áreas de milho para a plantação de soja.

O ritmo das exportações de milho do milho brasileiro estão mais lentas do que se esperava. De acordo com o analista de mercado Paulo Molinari, com a quebra na safra de verão, muitos produtores seguraram suas vendas, já que os preços internos ficaram melhores que os preços de exportação. “Criou-se toda uma expectativa em relação a um corte na área de safrinha e um corte na área dos Estados Unidos, o que pode ter trazido uma impressão excessivamente otimista ao mercado”.   

Molinari explica ainda que, segundo informações do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), a China deverá ter uma safra recorde de milho nesta e na próxima safra. “É muito difícil que a China importe grandes volumes e é muito mais provável que ela passe a ser exportadoras de milho neste ano próximo”. 

Mesmo com notícias do rápido avanço dos plantios nos Estados Unidos, o analista afirma que o clima no Meio-Oeste americano ainda está adverso, com muito frio na região norte do corn belt, principalmente nos estados de Minessotta, Michigan e nas Dakotas do Sul e do Norte. “Esta região tem o plantio atrasado e possivelmente estarão atrasados até a próxima segunda-feira, no próximo relatório e já há comentários de que nessas localidades alguns produtores podem estar convertendo área de milho para soja”. 

Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário