DA REDAÇÃO: Ataques de Javalis causam prejuízos nas lavouras de milho em Goiás

Publicado em 16/05/2014 14:03 e atualizado em 16/05/2014 16:58 2616 exibições
Milho: Produtores de Chapadão do Céu (GO) estão preocupados com o aumento excessivo dos queixadas no Parque das Emas, causando prejuízos muito grandes ao produtores da região. Animais andam em bando e trazem 10% a 20% de prejuízo ao atacar o milho.

Produtores da região de Chapadão do Céu (GO) enfrentam grandes perdas nas plantações de milho causadas por ataques de javalis. Por ser um animal que vive em manadas, os bichos causam prejuízos que variam de 10 a 20% por lavoura, segundo explica o Presidente do Sindicato Rural de Chapadão do Céu (GO), Antônio Prates Filho. 

Um dos principais problemas que ocasionam os ataques é a falta de predadores naturais desses animais, que com o excesso de alimentos se reproduzem cada vez mais. Antônio explica que a maior preocupação dos produtores é que as autoridades não tomem as providências, visto que a caça dos javalis é ilegal por se tratar de um animal nativo.
 
O gerente de fauna da Secretária de Meio Ambiente de Goiás, Diego Tavares, explica que os produtores devem entrar em contato com a secretária que tomará as medidas necessárias para o controle desses animais. Para o caso de ataques de animais silvestres, como o Java-Porco, que também traz grandes prejuízos às lavouras, devem contatar o Ibama. O órgão fará o estudo para identificar o animal e então autorizar o abate de controle. 

Por:
Kellen Severo // Sandy Quintans
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Daniel Colvero Passo Fundo - RS

    Javalis e Queixadas não são o mesmo animal. O controle do Javali (Sus scrofa), que NÃO é um animal nativo e sim uma espécie exótica invasora, é permitido pelo IBAMA através da INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03/2013; Diferentemente do Queixada (Tayassu pecari) que é um animal nativo, sendo assim, proibido a caça.

    0