DA REDAÇÃO: Exportações aceleradas e oferta escassa continuam sustentando preços da soja

Publicado em 02/06/2014 19:24 689 exibições
Grãos: Escassez de oferta continua sustentando preços da soja. Exportações dos EUA já ultrapassaram as previsões para o período, com 42,1 milhões de toneladas embarcadas. Aumento da mistura do biodiesel no diesel brasileiro deverá elevar demanda doméstica pela soja.

As cotações da soja no mercado futuro registraram fortes altas nesta segunda-feira (2), sob influência da forte demanda e ritmo acelerado das exportações. O analista de mercado Wlamir Brandalizze ressalta que os estoques norte-americanos continuam cada vez mais reduzidos e os EUA ainda recorrem a compra de soja sul-americana para atender sua demanda. "Já estão com 42 milhões de toneladas embarcados, diante de 43,5 (mi de toneladas) programadas, ou seja, ainda tem 13 semanas para fechar o ano comercial e faltam apenas 1,5 milhão de toneladas para embarcar".

Brandalizze informa ainda que os preços deverão continuar em alta no mercado internacional, diante da oferta escassa. Ele defende ainda que o patamar de US$ 16,00 o bushel é possível de ser atingido, dependendo das informações sobre o tamanho e o andamento da safra norte-americana.

Outro fator que deve estimular novas altas é o aumento do percentual de biodiesel no diesel brasileiro. A demanda interna pela soja deve crescer significativamente para a produção de biodiesel, fazendo com que o Brasil tenha menos soja disponível para a exportação.  

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) informou hoje que a área plantada de soja já chegou a 78% e a de milho a 95% no país.  

 

Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário