DA REDAÇÃO: Preço do Boi Gordo pode chegar em R$ 150/@, diz pecuarista

Publicado em 19/08/2014 13:08 e atualizado em 19/08/2014 16:36 537 exibições
Boi: Mercado de proteína animal enfrenta oferta escassa em todo mundo. Em decorrência disto, a demanda está firme para os pecuaristas brasileiros. Um dos fatores que fez com o volume de animais reduzisse, foi o grande abate de fêmeas nos últimos anos, que trouxe uma valorização nos preços do bezerro.

O mercado do boi gordo vem registrando preços bem sustentados e em elevação diante de uma menor oferta de animais terminados, em um momento em que, paralelamente, a demanda se mostra bastante aquecida. Para o pecuarista Carlito Magalhães, de Uberlândia/MG, a tendência do mercado no curto prazo é manter os preços altos e registrar patamares ainda melhores. “O boi está chegando a R$ 130/@, e não está caro, podendo chegar a R$ 150/@ no curto prazo”.

Segundo Magalhães, por conta do recente e intenso abate de matrizes nos últimos anos, os bezerros estão escassos no mercado e os poucos que têmestão caros. “Não tem bezerro com fartura, só se consegue a lotes pequenos. Acabou o criador que oferece de mil a dois mil bezerros, hoje recebo criadores ofertando trinta, cinquenta bezerros e eles são caros”, ressaltou.

“A proteína animal está ‘rarefeita’ no mundo todo. Há dois ou três anos exterminaram nosso rebanho. O governo brasileiro fez com que o criadorficasse na mão de poucos frigoríficos e houve quase que o extermínio da raça de animais de corte”, disse o pecuarista.

O pecuarista disse ainda esperar reconhecimento do governono agronegócio. “O governo precisa dar valor a cadeia produtiva do agronegócio no Brasil e fazer um Ministério da Agricultura forte e não subordinado aos outros. O Brasil depende do agronegócio e é o agronegócio que carrega o país”.

Por:
João Batista Olivi // Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário