DA REDAÇÃO: Marina Silva tenta aproximação com setor agrícola

Publicado em 27/08/2014 13:18 e atualizado em 27/08/2014 17:19 254 exibições
Eleições: Nova pesquisa Ibope mostrou um crescimento da candidata à presidência Marina Silva. Apesar de ter tomado posições contrárias ao agronegócio em outras situações, Marina tenta agora aproximação com o setor. De um modo geral, todos os candidatos têm demonstrado esta aproximação por entender a importância para o país.

Foi divulgada nesta semana uma nova pesquisa Ibope sobre intenções de voto para as próximas eleições, que trouxe Dilma Rousseff com 34%, Marina Silva com 29% e Aécio Neves com 19%. Esta foi a primeira pesquisa divulgada após a morte do candidato do PSB, Eduardo Campos, que antes apresentava 9% nas pesquisas eleitorais. Com essa rápida subida do partido entre os eleitores, cresce a preocupação do setor agrícola com a posição que será tomada pela candidata Marina Silva.

Preocupado com estas questões, o coordenador de sustentabilidade da campanha de Marina, João Paulo Capo Bianco, procurou o presidente da Sociedade Rural Brasileira, Gustavo Diniz Junqueira para realizar uma reunião com o setor. O presidente, conta que a reunião deverá acontecer já na próxima sexta-feira (29), que será realizada na residência de Plínio Nastari, consultor da Unica.

Junqueira também conta que todos os principais candidatos têm demonstrado preocupação com o setor, e inclusive, já vem mantendo contado com assessores de campanha de Aécio Neves, assim como mantinha com Eduardo Campos. Para ele, as posições ambientalistas de Marina Silva não deverá prejudicar o setor agrícola, caso seja eleita. "Na minha visão, nenhum dos candidatos tem intenção de atrapalhar o agronegócio, pelo contrário, todos eles têm se aproximado com o setor. Têm buscado entender onde estão os gargalos, porque realmente reconhecem que o setor tem feito um trabalho brilhante", relata o presidente. 

Por:
João Batista Olivi // Sandy Quintans
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário