DA REDAÇÃO: Governo disponibilizará R$ 30 mi para AGF de feijão

Publicado em 10/09/2014 13:49 e atualizado em 10/09/2014 17:39 754 exibições
Feijão: Depois de meses de preços abaixo dos mínimos, foram liberados recursos para a comercialização por meio de AGF, os quais estavam emperrados pela burocracia na Conab. Serão R$ 30 milhões que serão disponibilizados, junto ao volume de R$ 13 milhões que já havia sido divulgado anteriormente.

Nesta terça-feira (9), uma reunião em Brasília com a Câmara Setorial do Feijão disponibilizou recursos aos produtores, que vêm sofrendo com os preços muito abaixo do mínimo de R$ 95 por saca. Para Marcelo Lüders, da Correpar,  estes recursos não devem trazer grandes benefícios e comparou a situação com “uma gota no oceano”, diante dos problemas que os produtores têm enfrentado.

Serão disponibilizados R$ 30 milhões para Aquisições do Governo Federal (AGF), além dos R$ 13 milhões que já havia sido anunciado pela Conab no primeiro semestre do ano. Uma quantia de cerca de 500 mil sacas, que dará 30 mil toneladas. Também haverá mais R$ 10 milhões para beneficiar o feijão com notas menores, para agricultores familiares.

Desde a reunião, os preços tiveram uma leve recuperação em algumas regiões, mas ainda são negociados abaixo dos valores mínimos.  Também por já ter passado o pico da colheita do feijão de 3ª safra, que em alguns lugares como Minas Gerais já está sendo finalizada. No estado, há valores sendo negociados por R$ 78 para a saca de feijão nota 9.

O excesso de oferta que resultou parte do problema, não deverá ocorrer na próxima safra, já que o Paraná (maior estado produtor de feijão)  confirmou que haverá uma redução de área. Segundo Lüders, uma alternativa aos produtores é a troca de variedades, algumas com maior possibilidades de exportação. 

Por:
João Batista Olivi // Sandy Quintans
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário