EXCLUSIVO: Mercado travado no MS pode puxar alta nas cotações pelo resto do Brasil

Publicado em 06/09/2010 13:34 e atualizado em 06/09/2010 16:33
634 exibições
Boi gordo: preços acima de R$ 90,00 à vista em São Paulo. No Mato grosso do Sul mercado está travado, à espera de preços melhores. O mesmo acontece em Minas e Goiás. Na BM&F mercado conta com redução no curto prazo com a entrada do gado de cocho.

 

O mercado físico do boi gordo caminha com negócios acima de R$ 90,00 à vista <?xml:namespace prefix = st1 ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:smarttags" />em São Paulo, enquanto no Mato Grosso do Sul, não existe oferta de animais, travando o mercado que espera preços melhor, próximos a R$ 90,00 para trabalhar. Na BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuros), mercado conta com redução no curto prazo com entrada do gado de confinamento.

<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

Segundo Caio Junqueira, consultor da Cross Investimentos, o Mato Grosso do Sul pode puxar maiores altas pelo país. Assim como no Mato Grosso que está sofrendo com a seca na região. São Paulo, Minas Gerais e Goiás trabalham com escalas curtas, mas estoques preenchidos na semana.

 

Devido a escassez de animais para abate das empresas frigoríficas, o varejo reflete no valor da carne na gôndola do supermercado, onde o consumidor ainda aceita pegar mais pelo produto para manter o consumo aquecido.

 

Junqueira explica que no cenário atual da pecuária é possível perceber que os animais que eram programados para serem abatidos em janeiro são adiantados, podendo ocorrer uma leve estabilidade de preços no curto prazo para depois voltar a subir no período de safra.

Fonte: Redação NA

Nenhum comentário