EXCLUSIVO: Mercado da laranja em constante alta em N. York e no Brasil

Publicado em 22/09/2010 15:05 e atualizado em 22/09/2010 15:57
571 exibições
Citrus: suco de laranja em N. York fecha no maior nível em três anos devido à furacões no Atlântico Norte que ameaça safra na Flórida. No Brasil, estiagem afeta produtividade das laranjas em S. Paulo e elevam o preço da fruta que em 2011 deve ser escassa no mercado.

 

As cotações do suco de laranja na Bolsa de Nova York fecharam hoje no seu maior nível em três anos, devido ao temor de perdas da safra na Flórida que furacões no Atlântico Norte causam no mercado. No Brasil, a estiagem nas principais regiões produtoras de laranja estima perdas na safra 2010 e eleva o preço da fruta.

<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

Segundo o presidente do GCONCI (Grupo de Consultores em Citrus), José Eduardo Teófilo, a seca em São Paulo, maior região produtora do Brasil, compromete a safra de 2011 e pode afetar até mesmo a safra de 2012 já que os pomares e as frutas estão murchas. Estima-se perdas de até 30% com relação às estimativas iniciais.

 

Por outro lado, a baixa oferta de frutas com potencial qualidade às indústrias eleva os preços. A laranja pêra de boa qualidade vale hoje em média R$ 20,00 a caixa, mas em algumas regiões chega a R$ 25,00/caixa.

 

Teófilo alerta que a partir de novembro próximo as frutas começam a diminuir no mercado interno e, para o começo de 2011 não haverá mais oferta de laranja. Contudo, os preços deverão estourar para o citricultor que conseguir boa produtividade em sua safra.

Fonte: Redação NA

Nenhum comentário