EXCLUSIVO: Falta boi em todas as praças e os preços sobem mais na véspera do feriado

Publicado em 01/11/2010 13:48 e atualizado em 01/11/2010 17:37
441 exibições
Boi gordo: negócios já chegam a R$ 113,00 no interior de S. Paulo para lotes padronizados. Não há mudança de expectativa com relação aos abates, pois falta bois em todas as praças e os preços sobem ainda mais. Relação boi/bezerro está favorável aos invernistas.

 

O vencimento para o final de novembro da BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuros) chega a R$ 110,50, enquanto que no campo negócios batem R$ 113 à vista <?xml:namespace prefix = st1 ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:smarttags" />em São Paulo para lotes padronizados. Não há mudança de expectativa com relação aos abates, pois falta bois em todas as praças e os preços continuam a subir.<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

Segundo levantamento da Scot Consultoria, o preço da arroba em outubro teve a sua maior valorização mensal desde 2002, cerca de 18,5% de alta. O mês de novembro começa em véspera de feriado, com 2.471 contratos negociados.

 

Segundo a analista da XP Investimentos, Lygia Pimentel, a estiagem deste ano torna difícil a engorda dos animais para o pecuarista que prefere entregar o boi magro aos atuais preços para que o frigorífico termine a engorda. Portanto, ainda em dezembro a situação pode continuar complicada para a indústria. Uma possível normalização do mercado é aguardada para fevereiro.

 

Em compensação, a arroba do bezerro não acompanhou a alta do boi gordo e faz com que a relação de troca boi/bezerro comece a ser favorável aos invernistas.

Fonte: Redação NA

Nenhum comentário