EXCLUSIVO: Terceira safra de feijão deve chegar com atraso ao mercado

Publicado em 17/06/2011 11:57 e atualizado em 17/06/2011 13:41 641 exibições
Feijão: Terceira safra deve chegar com atraso ao mercado já que produtores adiaram o plantio para conter infestação da mosca branca. Com isso, pressão de oferta em julho deve reduzir e preços podem se manter estáveis.

Preços do feijão apresentam leve alta no mercado atacadista com a falta de produto de melhor qualidade, mas o lucro ainda não chegou para o produtor, cujas cotações continuam praticamente estáveis. No Paraná, os preços ao produtor giram em  torno de R$ 80,00 a saca de 60 kg. Já para o feijão preto no rio Grande do Sul, o valor segue em torno de R$ 69,00 a saca. "Os preços tiveram ligeiras variações tanto para mais quanto para menos dependendo da localidade", diz o analista da Safras e Mercados, Eduardo Aquiles, afirmando não acreditar em alta dos preços ao produtor no curto prazo com a desaceleração do consumo de feijão nas férias de julho.

Eduardo conta que a terceira safra de feijão deve chegar com atraso ao mercado já que produtores adiaram o plantio para conter infestação da mosca branca. Desta forma, a pressão de oferta em julho deve reduzir e os preços podem se manter estáveis. "A tendência é que, lá por agosto, a oferta do feijão de melhor qualidade comece a surgir com mais intensidade", comenta.



Com redução de 10% dos preços mínimos ao produtor, provavelmente haverá uma diminuição da área plantada com feijão na próxima safra, já que muitos produtores deverão optar pelo plantio de culturas mais rentáveis, como o milho, por exemplo. "Provavelmente a oferta diminua muito mais com essa divulgação da redução do preço mínimo... podemos esperar paara a próxima safra que os preços ganhem um novo fôlego", conclui.

Por:
Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário