DA REDAÇÃO: Baixa oferta e fim do embargo russo à carne brasileira sustentam preços do boi gordo

Publicado em 12/07/2011 13:38 e atualizado em 12/07/2011 15:05 644 exibições
Boi: mercado futuro reage positivamente ao anúncio de fim do embargo russo, mas elevação fica abaixo das expectativas iniciais. No físico, escalas em São Paulo atendem de 3 a 4 dias, mas as dificuldades para encontrar animais terminados já são visíveis.
Mercado do boi gordo já sente o reflexo da notícia de cancelamento dos embargos da carne brasileira por parte da Rússia. Os preços futuros do boi na BM&F reagem positivamente ao anúncio e mantém a tendência de alta, porém tal elevação ainda fica abaixo das expectativas iniciais. "Estão especulando que essa volta da Rússia para as compras da carne brasileira não vai ser com tanto ímpeto que foi no começo do ano... o valor da arroba a R$ 105,50 para outubro é um bom preço, mas a expectativa do mercado é de que os preços podem melhorar ainda mais", comenta o gerente de mesa de futuros da X4 Investimentos, Gustavo Pondian.

No mercado físico, os primeiros sinais de queda no consumo de carne bovina, comportamento normal para o período do mês, não tiram a sustentação dos preços, já que a oferta de carne é reduzida. As escalas em São Paulo atendem de 3 a 4 dias com a dificuldade para encontrar animais terminados. Muitos frigoríficos estão voltando gradativamente às compras porém, o volume de negócios ainda é baixo.

Gustavo alerta que o produtor esteja atento ao volume de compras e ao tamanho das escalas nos próximos dias. "Se houver uma mudança muito brusca nas escalas aí é bom a gente se preocupar e tomar alguma medida de venda", conclui. 

Por:
Aleksander Horta e Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Carlos Antonio Nascimento São Paulo - SP

    Estou surpreso. Falar que o produtor está "desovando" a produção em pleno buraco safra/entressafra é mto pra minha cabeça! Esse cara não sabe nem que o mesmo frigorífico que compra boi para o mercado interno exporta para os clientes internacionais. NHoje em dia qualquer um fala sobre boi.!

    0