DA REDAÇÃO: Preços do suíno sobem e ração pode sofrer queda

Publicado em 26/07/2011 13:47 e atualizado em 26/07/2011 15:55 331 exibições
Suínos: mercado mineiro está aquecido e preço do quilo sobe para R$ 3,25 nesta terça-feira. Milho caro está sendo substituído por sorgo na ração para equilibrar custo. Tendência continua de alta, com abertura de novos mercados mundiais para a carne suína barsileira.
O mercado da suinocultura, que há cerca de um mês lidava com cotações em torno de R$2,60 o quilo, agora está aquecido. Há três semanas, os preços têm crescido regularmente em Minas Gerais, registrando patamares de R$3,25 o quilo. Esses preços estão em elevação, também porque produtores evitam ofertar maiores quantidades de seus animais, que ainda estão leves.

Como não houve queda de consumo, a tendência atual é que os preços do suíno subam um pouco mais e permaneçam remunerando o produtor. O segundo semestre deve ser aquecido, em função das possibilidades de abertura de novos mercados internacionais e de uma exportação expressiva para a China ainda neste ano.

Outro fator que pode contribuir para uma melhor remuneração do suinocultor mineiro é a entrada da do sorgo substituindo o uso do milho na ração dos animais. Hoje, em Pará de Minas/MG, a saca do cereal vale R$ 27, porém, esse valor pode cair com a entrada da safra do grão substituto.

Por:
João Batista Olivi e Fernanda Cruz
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário