DA REDAÇÃO: Grãos realizam lucros em Chicago com incerteza na macroeconomia

Publicado em 03/08/2011 13:32 e atualizado em 03/08/2011 16:47 407 exibições
Grãos: incerteza na economia dos Estados Unidos faz cotações recuarem nesta quarta-feira em Chicago. Mercado climático deixa preços voláteis até relatório do USDA de rendimento da safra em 11 de agosto.

As cotações do complexo de grãos devolvem nesta quarta-feira (03) na Bolsa de Chicago os ganhos da última sessão diurna, refletindo ainda muita incerteza sobre os rumos que a economia norte-americana irá tomar com corte nos seus gastos para liquidar suas dívidas públicas. Mas o clima para o desenvolvimento da safra no país ainda é fundamento para sustentar os preços.

Direto de Chicago, o analista da RJ O’Brien, Pedro Dejneka lembra que há 10 dias o mercado responde na volatilidade dos preços em Chicago a sua preocupação com a situação financeira crítica nas grandes potencias mundiais.

Ontem (02), após a aprovação do aumento do teto da dívida pelo Senado dos Estados Unidos, os investidores entraram na CBOT comprando forte os contratos do complexo de grãos, quando, encontrando suporte na adversidade climática, o milho puxou os ganhos da soja e do trigo. Hoje o movimento é inverso, e os mercados realizam lucros.

Para Dejneka, a volatilidade em Chicago deve permanecer até o dia 11 de agosto, quando o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos deverá anunciar seu próximo relatório com o levantamento inicial sobre o rendimento das safras, principalmente do milho, após sofrerem com a seca e o calor de julho no desenvolvimento dos grãos. Ainda há muita especulação sobre a produtividade norte-americana.

Por:
João Batista Olivi e Juliana Ibanhes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário