DA REDAÇÃO: Preços mais firmes para o boi gordo com retração da oferta e aumento das exportações

Publicado em 05/10/2011 13:05 e atualizado em 05/10/2011 14:02 642 exibições
Boi: exportações ajudam a reduzir estoques de carne e frigoríficos tendem a voltar às compras. Mas especialista lembra que não deve haver rally de alta para preços da arroba este ano.
Mercado do boi gordo segue em linha com as previsões: oferta mais enxuta de animais de confinamento neste início de outubro. O número de dias que compõem as escalas de abate já diminuíram praticamente pela metade, de cerca de 12 para 6 dias. "O mercado já deu uma subidinha e acabou ajudando os produtores pecuaristas que esperavam realmente esses preços um pouco melhores para outubro', comenta a especialista da XP Investimentos, Lygia Pimentel.

A maior movimentação das exportações também ajuda a reduzir estoques de carne no mercado interno, o que também contribui para a firmeza dos preços. A alta do dólar teve importante contribuição para a maior competitividade da produção brasileira, despertando o interesse de compra de muitos frigoríficos.

De acordo com o indicador Cepea, os preços em São Paulo giram hoje em torno de R$ 99/@ a R$ 100/@, à vista. Entretanto,  este é um indicador de negócios. O preço de balcão hoje está em torno de R$ 96 a R$ 98 reais por arroba, segundo a especialista.

Mas especialista lembra que não deve haver rally de alta para preços da arroba este ano. Isso porque não deve ocorrer uma pressão de oferta já que os altos custos de produção acabam por desestimular o produtor para o segundo turno de confinamento.

Por:
Aleksander Horta e Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário