DA REDAÇÃO: Mercado do boi gordo segue firme apesar do ligeiro aumento de oferta nos dois últimos dias

Publicado em 14/10/2011 12:57 e atualizado em 14/10/2011 14:13 591 exibições
Boi: Falta de bagaço de cana como volumoso na dieta dos animais em algumas regiões e chuvas em áreas de confinamento podem estimular um aumento pontual na oferta de animais.
Mercado do boi gordo segue com preços mais firmes, apesar do ligeiro aumento de oferta de animais nos últimos dias. O atacado segue enxuto e sustentado e os preços em São Paulo já se consolidam nos patamares de R$ 98/ @, à vista e R$ 99/@, a prazo. "O boi esalq deve refletir isso mais cedo ou mais tarde", comenta o analista de mercado da Cross Investimentos, Caio Junqueira.

Os pontos positivos para os preços englobam as escalas, que não estão confortáveis, e os ágios nos valores pagos pelos frigoríficos de até dois reais para cima em comparação com o mês passado.

Em algumas regiões de São Paulo, a falta de bagaço de cana como volumoso na dieta dos animais e as chuvas em áreas de confinamento podem estimular um aumento pontual na oferta de animais. O aumento das chuvas nesta época do ano também pode forçar a desova de animais. "Juntando essas duas equações, tivemos sim um pouco mais de oferta de boi entre ontem e hoje. Agora, essa oferta pode ser muito pontual  por conta do excesso de chuva que caiu. Seriam os pontos negativos para a alta do boi", diz o analista.

Para a semana que vem o mercado tem tudo para prosseguir com os atuais patamares de preços. Se a oferta irá se acentuar ou não, vai depender muito da frequência e volume das chuvas e do quanto representa essas micro regiões que tem que remanejar a ração com base nos volumosos de cana. "Nessas regiões, eu acredito que o confinamento seja mais afetado", conclui.

Por:
Aleksander Horta e Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário