DA REDAÇÃO: Quebra de 40% na produção em Livramento de Nossa Sra. (BA) sustenta preços da manga

Publicado em 04/11/2011 10:11 e atualizado em 04/11/2011 11:12 419 exibições
Manga: Apesar do bom volume ofertado, preços seguem firmes devido à quebra na produção em Livramento de Nossa Senhora (BA), uma das principais regiões produtoras do país. Hoje, a rentabilidade é garantida com pagamentos em torno dos R$0,50/kg. Preços podem subir mais ainda durante o mês de novembro.
A quebra de 40% na produção de manga em Livramento de Nossa Senhora, no Sudoeste da Bahia, vem sustentando os preços da fruta, que são pressionados negativamente pelo volume ofertado no mercado devido ao pico de safra ocorrido em outubro.

A menor produção na cidade baiana é consequente da ausência de recursos hídricos que sempre acontece na região. 

De acordo com a analista de mercado do Cepea, Aline Mariana Rodrigues, agora em novembro, o volume colhido no Vale do São Francisco, principal produtor brasileiro, começa a reduzir com a passagem do ciclo de safra. Hoje, o produtor recebe cerca de R$0,50/kg da manga, valor este, segundo Aline, que cobre os custos de produção e garante rentabilidade para o produtor.
Para novembro, a expectativa é de que os preços subam, com o fim da maior oferta no mercado.

Vale do São Francisco

Conhecido como Vale do São Francisco, a região que margeia o Rio São Francisco nos Estados de Minas Gerais, Bahia e Pernambuco, é a principal produtora da manga no Brasil. No início deste ano, problemas climáticos influenciaram a florada na região, prejudicando a oferta e consequentemente as exportações da fruta. Já no segundo semestre, a recuperação da produtividade, em torno das 25 toneladas/hectare, fez com que os embarques da fruta brasileira apresentassem melhora.

Por:
Ana Paula Pereira
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário