DA REDAÇÃO: Consumo aquecido na gôndola do supermercado dá fôlego para as indústrias pagarem mais pela arroba do boi

Publicado em 09/11/2011 13:29 e atualizado em 09/11/2011 14:50 523 exibições
Boi gordo: mercado se confirma na tendência altista que a redução da oferta de animais terminados traria para a entressafra deste ano. Consumo aquecido na gôndola do supermercado dá fôlego para as indústrias pagarem mais pela arroba. Cortes nobres são os mais procurados.
Mercado do boi gordo confirma a tendência altista que a redução da oferta de animais terminados traria para a entressafra deste ano. Em São Paulo, os preços seguem em alta com negócios ocorrendo entre R$ 103 a R$ 105/@, à vista. A oferta enxuta de animais para abate, as escalas curtas e a demanda aquecida neste início de mês dão suporte às cotações.

De acordo com o analista da Icap Corretora, Élio Micheloni Jr, o consumo aquecido na gôndola do supermercado dá fôlego para as indústrias aumentarem suas ofertas pelas arroba. O dianteiro já atinge o patamar de R$7,00/ Kg no mercado varejista, uma alta correspondente a 15% nos últimos 20 dias, quando era vendido a R$ 6,20/kg.

Micheloni conta que já há registros de aumento dos animais criados à pasto no sul de Mato Grosso do Sul em função do bom desenvolvimento das pastagens com as chuvas precoces na região. Ainda assim, o volume não é suficiente para causar impacto negativo sob as cotações.

Até o final deste ano, a expectativa é de que o mercado se mantenha firme já que não deve haver pressão de oferta e o consumo deve manter-se aquecido com as semanas de festas no próximo mês.

Por:
Aleksander Horta e Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário