Sem chuvas há mais de 26 dias, lavouras de feijão safrinha já têm perdas consolidadas em Castro (PR)

Publicado em 26/04/2018 10:58 1544 exibições
Eduardo Medeiros - Presidente do Sindicato Rural de Castro/PR
Cenário afetou a produtividade e a qualidade das lavouras de feijão na localidade. Sem seguro, produtores deverão arcar com o prejuízo nesta temporada. Prejuízos ainda serão contabilizados após a colheita. Rendimento médio das plantações gira em torno de 2 mil a 2,4 mil quilos por hectare. Saca do grão é cotada entre R$ 100 a R$ 120 na região.

Podcast

Acompanhamento de safra do feijão com Eduardo Medeiros - Presidente do Sindicato Rural de Castro/PR

Download

A estiagem registrada no Paraná também tem afetado a produção de feijão safrinha. Em Castro, as plantações estão sem chuvas há mais de 26 dias e já registram perdas de produtividade e qualidade nesta temporada. A perspectiva é que o rendimento fique abaixo de 2 mil quilos por hectare.

O presidente do Sindicato Rural do município, Eduardo Medeiros, reforça que os prejuízos são consolidados e os produtores não têm seguro das áreas. "E os preços giram em torno de R$ 100,00 a R$ 120,00. Estamos com preços ruins e fechando um ano com péssimo resultado no feijão", pondera a liderança.

Na localidade, os produtores iniciaram a colheita do grão. De acordo com informações do Deral (Departamento de Economia Rural), cerca de 6% da área cultivada com o feijão na safrinha já foi colhida no estado até o último dia 23 de abril. Em torno de 79% das plantações apresentam boas condições.

Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário