Média de preços do feijão em setembro está maior que a de agosto, mas ainda não agrada produtor que já reduziu o ritmo de vendas

Publicado em 14/09/2018 12:33 e atualizado em 14/09/2018 15:15
1453 exibições
Missão com exportadores brasileiros vai a Índia apresentar o feijão carioca
Marcelo Eduardo Lüders - Presidente do IBRAFE

Podcast

Entrevista com Marcelo Eduardo Lüders - Presidente do IBRAFE sobre o Mercado do Feijão

Download

 

LOGO nalogo

Nesta sexta-feira (14), Marcelo Eduardo Lüders, presidente do IBRAFE, conversou com o Notícias Agrícolas para destacar que o preço médio do feijão carioca no Brasil tem ficado acima do projetado em agosto.

Esse preço não caiu porque os produtores estão vendendo abaixo do custo, avalia Lüders. Para o consumidor, a situação também é boa, já que o produto se encontra barato no mercado.

Entre setembro, outubro e novembro, a oferta do estado de São Paulo entra no mercado. Contudo, a característica desta safra é que é uma área que consome bastante feijão, bem como a oferta também não é concentrada, fatores que ajudam a não pressionar os preços.

Contudo, quando se fala em preço maior, Lüders lembra que é preciso tomar cuidado. A não ser que ocorra algum fato novo, é preciso levar em consideração a safra de caupi no Nordeste e no Mato Grosso.

O presidente aposta em uma busca de mercados e, na próxima semana, uma comitiva brasileira irá à Índia para trabalhar o mercado de feijão carioca. Dez empresas exportadoras estão trabalhando em conjunto para levar o produto dentro da culinária indiana.

Por: Aleksander Horta e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário