Diante do clima favorável, perspectiva é de recuperação na safra de maçã nessa temporada

Publicado em 16/03/2017 13:42 e atualizado em 16/03/2017 15:59
89 exibições
Safra poderá ficar acima de 1,1 milhão de toneladas da fruta. Produtores finalizam a colheita da variedade gala e ressaltam a boa qualidade da maçã. Colheita da fuji será intensificada a partir de agora. Com recomposição da produção, tendência é de preços mais baixos para essa temporada.
Confira a entrevista com Pierre Nicolás Pérès - Presidente da ABPM

O presidente da Associação Brasileira de Produtores de Maçã (ABPM), Pierre Nicolás Pérès, destacou que, neste ano, a qualidade da fruta está se apresentando satisfatória e que a safra, após sofrer uma queda no ano passado, deverá voltar para os mesmos patamares de 2015 em termos de produção.

Até o momento, a colheita da gala está praticamente finalizada, com 96% da área colhida. Agora os produtores se concentram na variedade fuji, cuja colheita deverá começar com maior intensidade na próxima semana e se estender até maio, devido ao amadurecimento mais lento dessa variedade.

No ano passado, uma quebra de safra foi provocada por geada. Neste ano, as boas condições no inverno e uma primavera que favoreceu um momento adequado para o desenvolvimento dos frutos, levarão a uma safra que deve chegar a 1 milhão e 150 mil toneladas de maçãs. Em 2015, foram 1 milhão e 180 mil toneladas.

De acordo com Pérès, a variedade gala colhida é "uma das melhores safras qualitativas nos últimos 20 anos". Logo, os produtores estão bastante satisfeitos com os resultados.

Os preços devem voltar aos patamares de 2015, quando era pago de R$0,70 a R$0,90 por quilo e, em alguns casos de frutas mais qualitativas, um valor superior a R$1. Como há uma boa qualidade, o preço médio pago ao produtor deverá ser maior do que no ano de referência.

 

Por: Fernanda Custódio e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário