BR 163: exportadores estão em vias de pagar US$ 25 mil/dia por atraso dos navios e opção Santos custa mais R$ 70/t

Publicado em 01/03/2019 15:50 e atualizado em 01/03/2019 18:45
1285 exibições
Segundo cálculos não oficiais, são mais de 3 mil caminhões parados na BR-163 no Pará. A termo de comparação, com duas mil dessas carretas já seria possível encher um navio em um dos quatro portos do Arco Norte. O desvio para o porto de Santos/SP é uma opção para os produtores que estão colocando seus caminhões na estrada, um destino que mesmo bastante movimentado, não sofre com a falta de navios. Dos grãos parados na rodovia, alguns vendedores poderiam tentar conseguir trocar o contrato de embarque com donos de soja parada em qualquer terminal, porém não há produto disponível para realizar a troca.
Sérgio Mendes - Diretor da Anec

Podcast

Entrevista com Sérgio Mendes - Diretor da Anec sobre o Atoleiro no Pará prejudica exportações

Download

 

0 comentário