Vírus tem ajudado no controle da lagarta falsa-medideira; método está em fase de estudo

Publicado em 13/03/2015 09:38 848 exibições
Vírus tem ajudado no controle da lagarta falsa-medideira; método está em fase de estudo pelos pesquisadores da Fundação MT. Plantas Bt de milho, em muitas áreas do país, já vem mostrando uma perda de resistência às pragas e controle biológico pode ser solução eficiente.

Um vírus de infestação natural, ainda não identificado, tem ajudado no controle da lagarta falsa-medideira. Este cenário foi constatado na safra 2013/14 e vem aumentando nos dois últimos anos.

"Esse ano ele (vírus) foi bem evidente em algumas regiões, ocasionando a mortalidade significativa dessas lagartas. Em alguns casos eliminando a aplicação de inseticidas", explica a entomologista da Fundação MT, Lucia Vivan.

Segundo ela, materiais do vírus foram encaminhados para analise, e possivelmente após a identificação, esse material pode se tornar um produto comercial. "Nas próximas safras vamos continuar observando para selecionar o vírus, e analisar a condição de produção comercial", declara Vivan.

No entanto, depois de detectada, a falsa-medideira pode ser controlada de diversas outras formas, como no caso da liberação de vespas que irão parasitar os ovos. "Dentro do manejo integrado nos temos varias estratégias de controle com a ocorrência natural de controladores, como é o caso do vírus, a doença branca e hoje temos estudando também as vespas Trichogramma spp, que não são exclusiva para o combate da lagarta falsa-medideira", explica.

Para ela, a adesão de combatentes naturais tem ocorrido com maior frequência dos últimos anos. Porém, os produtores, mesmo com o manejo integrado, não abandonam a utilização de produtos químicos.

Outra estratégia de controle é a utilização de plantas Bt, contudo, muitos produtores - em especial no Mato Grosso, tem questionado a eficiência desse método. "Mas na cultura da soja, não temos registrados problemas. O que se tem relato de perdas é em relação ao milho, principalmente na proteína  nutrition F que já adquiriu resistência para esse sistema - mas outras tecnologias do milho não tem mostrados problemas de controle", afirma Lúcia.

Para ela, a má utilização das estratégias no manejo é a principal causadora da perda de eficiência das tecnologias. Dessa forma, é preciso ficar atento à incidência de pragas para posteriormente optar pelas estratégias de controle.

 

Por:
Carla Mendes e Larissa Albuquerque
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário