No Paraná, clima favorece e área cultivada com o milho na safra de verão chega a 19%

Publicado em 13/09/2016 10:54 e atualizado em 13/09/2016 12:48
483 exibições
Área com o cereal deverá registrar um incremento de 70 mil/ha nesta safra em relação ao ano passado. Projeção é que sejam colhidas ao redor de 4,2 mi de toneladas com o grão na safra de verão. 5% da produção já foi negociada antecipadamente. Preços continuam acima dos R$ 30,00/sc no estado. No caso da safrinha, produtores finalizam a colheita e cerca de 60% da safra já foi comercializada.

Os produtores de milho do Paraná aceleraram o plantio aproveitando as boas condições de clima. O Departamento de Economia Rural do Estado (Deral) informou em seu boletim mais recente que 19% da área foi semeada até esta semana.

E além do plantio acelerado, a novidade neste ano também é o incremento na área. De acordo com o analista de milho do Deral, Edmar Gervásio, a safra 16/17 no Paraná terá um aumento de 70 mil hectares [crescimento de 16%], totalizando 485 mil hectares cultivados na temporada e uma produção estimada em 4,2 milhões de t.

O avanço ocorre, especialmente, sobre lavouras de soja, "já que os preços do milho [em muitas regiões] estão mais satisfatórios", explica o analista afirmando que em produtividades superiores a 100 sacas por hectares a rentabilidade do cereal é maior à oleaginosa.

Segundo ele, na média anual do estado a cotação do milho está 70% superior, ficando em R$ 35,00/sc, na comparação com o igual período de 2015.  Assim, a cotação atual do cereal é de R$ 34,67 [60% maior que no ano passado]. E aproveitando os bons níveis de preços os produtores já comercializaram 5% da safra 2016/17.

Em contrapartida, os custos para o plantio também subiram no período. Dados do Deral apontam que o custo variável está em R$ 21,00 por saca, contra R$ 18,00/sc no ano passado.

Safrinha

Muitos produtores também estão finalizando a colheita do milho safrinha 15/16, que alcançou neste mês o percentual de 60% da produção já comercializada.

No estado 98% do milho já foi retirado dos campos e a perspectiva inicial do Deral em colher 13 milhões de toneladas na temporada não vem se concretizando. Com a quebra em consequência das adversidades do clima, Gervásio afirma que "até o momento só foram colhidos 10,3 milhões de toneladas."

Por: Fernanda Custódio e Larissa Albuquerque
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário